Cultura

Filme francês ‘Dheepan’, de Jacques Audiard, leva a Palma de Ouro de Cannes

O filme francês ‘Dheepan’, de Jacques Audiard (‘O Profeta’), surpreendeu e foi o vencedor da Palma de Ouro do 68º Festival de Cannes, que acabou neste domingo (24).

Em um festival bastante patriota, o júri liderado pelos americanos Joel e Ethan Coen premiou um filme da casa e ainda deu os prêmios de atuação para atores franceses: Vincent Lindon levou como melhor ator por ‘La Loi du Marché’, de Stéphane Brizé, e ‘Emmanuelle Bercot’ (‘Mon Roi’) dividiu com Rooney Mara (‘Carol’) o prêmio de melhor atriz.

O Grand Prix, considerado o segundo lugar da mostra competitiva, ficou com o favorito ‘Saul Fia’, do húngaro Lászlo Nemes.

Um dos favoritos à Palma de Ouro, ‘A Assassina’ rendeu ao chinês Hou Hsiao-hsien o prêmio de direção, em sua oitava disputa pela Palma de Ouro. Hsiao-hsien estava afastado de longas desde 2007.

‘The Lobster’, do grego Yorgos Lanthimos, levou o prêmio do júri.
Confira a lista dos premiados do festival.
Palma de Ouro – ‘Dheepan’, de Jacques Audiard (França)
Grand Prix – ‘Saul Fia’, de Lászlo Nemes (Hungria)
Melhor diretor – Hou Hsiao-hsien, por ‘A Assassina’ (China)
Melhor ator – Vincent Lindon, por ‘La Loi du Marché’ (França)
Melhor atriz – Rooney Mara (‘Carol’) e Emmanuelle Bercot (‘Mon Roi’)
Melhor roteiro – ‘Chronic’, de Michel Franco (México)
Prêmio do júri – ‘The Lobster’
Caméra d’Or (melhor filme de estreia) – ‘La Tierra y La Sombra’, de César Augusto Acevedo (Colômbia)
Curta – ‘Waves ’98’, de Eli Dagher (Líbano/Catar)

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir