Esportes

Fifa nega recurso da CBF para liberar Neymar de punição nas eliminatórias

A Comissão Disciplinar da Fifa negou o recurso da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para liberar o atacante Neymar da suspensão das duas primeiras partidas da seleção brasileira nas eliminatórias da Copa do Mundo-2018.

O atacante foi suspenso pela Conmebol por quatro partidas após ser expulso no jogo contra a Colômbia, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América. O jogador cumpriu dois jogos da punição -contra Venezuela e Paraguai- e precisa cumprir mais duas partidas.

Com a decisão da Fifa, o camisa 10 da seleção brasileira ficará fora dos dois primeiros jogos da equipe de Dunga nas eliminatórias sul-americanas. O sorteio da competição está marcado para o dia 25 de julho.

“O pedido de reconsideração foi negado pela Comissão Disciplinar da Fifa. Dentro do prazo recursal, a CBF interporá o recurso de apelação para o Tribunal Arbitral Autônomo “, disse o diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, ao UOL, empresa do Grupo Folha, que edita a Folha de S.Paulo.

De acordo com o Lopes, o prazo para entrar com recurso termina nesta quarta-feira (15). O pedido para tentar reduzir a pena de Neymar havia sido protocolado pela CBF na última terça-feira (7).

A CBF entende que a Copa de um continente não tem relação específica com as eliminatórias e Copa do Mundo.

A CBF teve a chance de recorrer à punição imposta ao jogador do Barcelona ainda durante a Copa América, mas optou por não buscar a redução da pena após obter a informação de que Guillermo Saltos, presidente da Câmara de Apelação da Conmebol, não diminuiria a punição.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir