Dia a dia

Fiéis celebram o Dia de Santa Rita com procissão na Cachoeirinha

Procissão em homenagem à Santa Rita de Cássia percorreu as ruas da Cachoeirinha – foto: Diego Janatã

Procissão em homenagem à Santa Rita de Cássia percorreu as ruas da Cachoeirinha – foto: Diego Janatã

Mais de 15 mil fiéis participaram de uma procissão pelas principais avenidas do bairro Cachoeirinha, na Zona Sul, na tarde de domingo, em homenagem a Santa Rita de Cássia e em comemoração aos 75 anos da paróquia. A procissão percorreu as avenidas Carvalho Leal, Codajás e Castelo Branco, encerrando a caminhada na paróquia da mártir.

Segundo o bispo de Manaus, dom Sérgio Castriane, Santa Rita de Cássia simboliza as mães e as mulheres, pois ela perdeu o marido os filhos, e procurou viver na misericórdia. “Santa Rita é um refúgio maternal que intercede por nós. Ao mesmo tempo nos ensina como viver as dificuldades da vida”, afirmou o bispo.
Devota da santa há mais de 25 anos, a dona de casa Maria da Paz, 52, carregava a fotografia de um filho e foi à procissão agradeçer por uma promessa alcançada. Moradora do Grande Vitória, diz que sempre acompanha as missas e novenas da santa na igreja do bairro.

“Sou devota e já alcancei várias benções através da minha padroeira. Meu filho estava desempregado e me apeguei com ela, e com as benções dela conseguimos alcançar mais uma vitória em nossas vidas”, relatou a fiel.

Para o padre Júlio de Paiva, os principais pedidos dos fiéis para a santa envolvem as bençãos para que as mulheres alcancem a gravidez, e a busca por emprego, além de saúde.

“Ela foi filha exemplar, esposa amorosa e irmã de caridade. Ela viveu todos os estágios da vida cristã. Apesar de ser analfabeta, teve uma fé forte e um conhecimento profundo da doutrina católica”, disse o pároco.

Por Stênio Urbano

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir