Plateia

Festival Amazonas de Ópera divulga programação acadêmica

Convidados têm forte ligação com o mundo da ópera: da esquerda para a direita, a soprano brasileira que mora nos EUA Daniella Carvalho, o professor da UFRJ André Heller-Lopes e o figurinista Fábio Namatame - foto: divulgação

Convidados têm forte ligação com o mundo da ópera: da esquerda para a direita, a soprano brasileira que mora nos EUA Daniella Carvalho, o professor da UFRJ André Heller-Lopes e o figurinista Fábio Namatame – foto: divulgação

Palestras e masterclasses com profissionais renomados, além de vivências com estudantes de universidades públicas, estão contemplados na agenda.

O Festival Amazonas de Ópera, promovido pelo governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), oferece uma programação acadêmica especial, voltada para profissionais e estudantes das áreas de música, teatro, dança, figurinos e cenografia, com o intuito de oferecer novas perspectivas na área.

Para a 19ª edição do Festival Amazonas de Ópera, que acontece entre os dias 1° e 31 de maio de 2016, a organização trouxe três renomados profissionais, além de uma programação exclusiva de vivências com estudantes de piano da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que participarão dos ensaios para as apresentações.

Para participar das atividades, os interessados deverão enviar um e-mail para assessoria.dca@outlook.com, informando nome completo, CPF e a atividade da qual deseja participar.

“Em todos os anos, nós temos buscado essas parcerias como uma forma de estreitar os laços entre a vivência profissional e a acadêmica, já que boa parte do nosso público ainda é estudante de Teatro, Dança ou Música. Nosso intuito é ambientá-los com o que poderão vir a trabalhar no futuro, fortalecendo a cultura local”, destaca o secretário de Cultura, Robério Braga.

“Neste ano, estamos com uma ligação maior com as universidades numa parceria institucional, pela qual haverá essa troca de experiências. Além da participação nos ensaios como ‘correpetidores’, os estudantes poderão vislumbrar uma nova oportunidade de ganhar a vida nessa área, e não apenas no palco”, explica Marcelo de Jesus, diretor dos Corpos Artísticos do Amazonas e diretor artístico adjunto do festival.

Palestras

Os profissionais que ministrarão atividades são André Heller-Lopes, Daniella Carvalho e Fábio Namatame. Heller-Lopes atuará como diretor cênico de “Médée”, Daniella Carvalho será solista de “Messa da Requiem” e interpretará Adriana em Adriana Lecovréur, e Fábio Namatame atuará como diretor de figurino de “Médée” e Adriana Lecovréur.

De acordo com Marcelo de Jesus, fez-se questão disso por causa do retorno do festival. “Não tivemos o Festival Amazonas de Ópera em 2015, e como estamos retornando em 2016, queremos oferecer uma programação acadêmica de qualidade a esse público interessado”, afirma.

Além disso, o maestro e diretor ainda ressalta que a programação acadêmica da edição de 2016 é importantíssima e grandiosa em qualidade. “Nós estamos trabalhando com 95% dos talentos locais daqui do Amazonas. As pessoas que vêm de fora são poucas, porque é preciso que haja essa circulação e integração entre os artistas”, salienta.

André Heller-Lopes, que ministrará a palestra “Ópera, ontem, hoje e sempre!”, é professor do Departamento Vocal da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Estudou na Royal Opera House, Covent Garden, de Londres. Participou da montagem de óperas renomadas, como “O Barbeiro de Sevilla”, “Rigoletto”, “Tristão e Isolda” e “Yerma”. Heller-Lopes também trabalhou na coordenação do Programa Jovens Intérpretes, do Theatro Nacional de São Carlos, em Lisboa.

Daniella Carvalho, que fará o masterclass de canto, é brasileira, mas mora em Nova York. Estudou na Manhattan School of Music, canta música erudita e popular e é professora de canto no Theatro São Pedro, em São Paulo. Interpretou Manon em “Manon Lescaut” no 18º Festival Amazonas de Ópera; Liù em “Turandot”, na Ópera de Sófia, na Bulgária; e Gerhilde em “A Valquíria”, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Graduado em publicidade pela Fundação Armando Álvares Penteado, Fábio Namatame ministra workshop de figurinos. Atuou em espetáculos de mímica, em que criou figurino e maquiagem. No currículo, constam as montagens de figurinos das montagens de “O Guarani” e “As Bodas de Fígaro”.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir