Sem categoria

Festa do Cupuaçu: Prefeitura de Presidente Figueiredo espera faturar mais de R$ 6 mi

Quem mais fatura são os donos de hotéis e pousadas do município, uma vez que o número de visitantes quadriplica durante esta época – foto: divulgação

Quem mais fatura são os donos de hotéis e pousadas do município, uma vez que o número de visitantes quadriplica durante esta época – foto: divulgação

Com a meta de reunir 180 mil visitantes, a Festa do Cupuaçu, que acontece no município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus) neste fim de semana, também movimenta a economia local. A estimativa da Secretaria Municipal de Cultura é que neste ano o faturamento ultrapasse os R$ 6 milhões arrecadados no ano passado.

O comércio local também ganha um ‘up’ durante as comemorações. Quem mais fatura são os donos de hotéis e pousadas, uma vez que o número de visitantes quadriplica durante esta época.

A diária em uma pousada local fora da temporada festiva custa em média R$ 195 incluindo café da manhã, no entanto, durante o período das comemorações esse valor pode chegar a até R$ 250.

O festival mais tradicional do município movimenta ainda a agricultura e os negócios locais, por meio da 19ª Feira da Agroindústria e de Negócios, que é realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrícola, Aquícola e Pesqueiro em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Amazonas (Sebrae).

Agricultura familiar

Este ano, a feira vem com a proposta de fomentar a agricultura familiar no município e apresentar seus principais atrativos na produção e mecanização agrícola, piscicultura, produção de flores tropicais, artesanato, entre outros. Os estandes estarão abertos à visitação do público durante todos os três dias da Festa do Cupuaçu.

Segundo o secretário municipal de Cultura Jeconias Ferreira, a expectativa é superar o ano passado, já que este ano terá quatro dias de comemoração, devido o feriado. O secretário ressalta ainda que o investimento este ano foi de menos de R$ 1 milhão, apesar da festa ter uma duração maior.

Por Márcia Oliveira (Jornal AGORA)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir