Economia

Faturamento do PIM cresce 9,9%

Indicadores apontam interrupção na oscilação negativa do PIM, segundo Suframa – Divulgação

As vendas do Polo Industrial de Manaus (PIM) estão aquecidas em 2017, e um indicador é que o faturamento do parque fabril – de R$ 31,4 bilhões – registrou alta de 9,99% entre os meses de janeiro e maio deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os dados sobre o desempenho do PIM foram divulgados ontem (4) pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), que também registrou aumento na mão de obra do período analisado.

Por outra lado, quando se faz a análise em dólar, o faturamento acumulado até maio foi maior – de US$ 9,97 bilhões -, incremento de 29,07% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado, quando faturou apenas US$ 7,72 bilhões.

Leia também: Produção de motocicletas aumentou 20% no PIM

Empresas do parque fabril de Manaus estão com vendas aquecidas em 2017 – Ione Moreno

Para o superintendente da Suframa, Appio Tolentino, os indicadores sinalizam a interrupção na oscilação negativa registrada em 2016 e apontam uma retomada da indústria local. “Os números apresentam certa estabilidade; agora temos que empreender esforços para voltar a crescer”, disse.

Para Tolentino, outro sinal positivo de reaquecimento é o aumento na aquisição de insumos, que teve crescimento de 45,26% em dólar, e 22,81% em reais. “Esse indicador aponta que as fábricas já queimaram seus estoques, seus bancos de hora; e estão voltando a produzir. Esperamos que isso signifique também crescimento nas contratações”, afirmou.

Conforme o indicador da Suframa, a mão de obra do PIM em maio foi de 84.055 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados. O número é 1,46% maior que o total de vagas registrado em maio de 2016, com 82.847 trabalhadores, e 0,46% inferior na comparação com o total apurado em abril deste ano, com 84.445 funcionários.

O presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, reafirmou que a alta no faturamento se dá pelo aumento nas vendas de produtos que estavam guardados no estoque. “Esse indicador de certa forma é positivo, mas ainda não significa de fato que o nível da produção aumentou e ainda nem há previsão para crescimento, com o Brasil do jeito que está”, declarou.

O bom desempenho das vendas do PIM desde o início de 2017 também foi confirmado ontem com o lançamento do novo Boletim Econômico da Indústria de Transformação do Polo Industrial de Manaus. A pesquisa destacou a alta no faturamento do PIM de 12,9% nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado, conforme o estudo do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Economia (Nepe) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Joandres Xavier
EM TEMPO

Leia mais:

 Terceirização deverá reduzir custos no PIM

Ex-funcionários ainda prestam serviços para as empresas do PIM

Empresas do PIM vão parcelar contribuição

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir