Dia a dia

Família pede ajuda para encontrar irmãs e bebê desaparecidos em Manaus

As cartas deixadas pelas duas filhas continha uma declaração em cada uma dizendo “ Mãe, eu te amo! ”.

As cartas deixadas pelas duas filhas continha uma declaração em cada uma dizendo “ Mãe, eu te amo! ”.

A família das irmãs Patrícia Maciel Gomes, 17, Mônica Maciel Gomes, 14, e a filha de Patrícia, Gabriela Gomes de Souza, de 2 anos, que estão desaparecidas, pede ajuda da população para encontrá-las. Elas sumiram da residência fica localizada no ramal Cetur, bairro Tarumã, Zona Oeste, nos meses de outubro e novembro. As duas adolescentes deixaram cartas se despedindo da mãe.


A mãe das duas adolescentes e vó da criança, a doméstica Maria Lailande Maciel Gomes, 33, contou que Patrícia desapareceu no dia 26 de outubro, da escola Francisca Campos Correria, onde estudava, localizada no mesmo bairro. “Patrícia saiu da escola dizendo para o professor dela que ia levar a filha ao médico, mas a criança não estava doente e nem nada. Depois não voltou mais, ” disse a mãe.

Mônica desapareceu dias depois, em 15 de novembro, da varanda da casa citada a cima. “Mônica foi para varanda me dizendo que ia escrever. Minutos depois notei a falta dela. Avisei ao meu marido, mas ele não acreditou. Quando saiu para ir atrás, já não a encontramos mais”, falou.

A mãe informou ainda que as meninas não eram usuárias de drogas e que aparentemente não tinham inimigas e nem namorados. “Patrícia trabalha e é uma menina muito boa. Mônica também não nos dava problemas e nem gostava de sair. Não sei o que aconteceu. Sempre tratei elas bem. Nunca bati nelas e nem meu marido. Estou desesperada”, disse Maria.

Maria disse ainda que a carta deixada pelas duas filhas continha uma declaração em cada uma dizendo “ Mãe, eu te amo! ”.

O pai da filha de Patrícia, disse a mãe que viu a jovem subindo em uma moto, em via pública, no bairro Campos Sales, Zona Norte, mas Maria não soube confirmar a versão.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e já está sendo investigado. Até esta postagem as adolescentes e a criança ainda não haviam sido encontradas.

Contato: 992131560 Maria Lailande

Por Mara Magalhães e Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir