Sem categoria

Família de mulher morta em acidente de trânsito espera, há 55 dias, por liberação de laudo do IML

Os familiares da falecida Célia Rita Ferreira de Souza, 44, esperam, há 55 dias, pela liberação do laudo de necropsia do Instituto Médico Legal (IML).

A morte de Célia ocorreu no dia 2 de agosto deste ano, em um acidente de trânsito na avenida Ministro João Gonçalves, Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus, e desde então familiares da vítima reclamam pela liberação do laudo, segundo denunciaram à reportagem.

A industriaria Amanda Souza, 37, irmã da vítima, disse que o resultado da necropsia ainda não foi assinado pelo médico legista Edino Alamando, que realizou os procedimentos, e que por isso não foi entregue.
A direção do Instituto Médico Legal (IML) informou que o referido profissional se encontra no Estado de Roraima e, por esta razão, o documento não está pronto.

“Nós já estamos há mais de um mês tentando adquirir o documento da necropsia que atesta a causa morte, mas a direção explica que só pode ser entregue com assinatura do médico legista responsável pelo exame”, contou.
A irmã da vítima informou ainda que a direção do IML prometeu entrar em contato com a família até a próxima quarta-feira (30).

A reportagem procurou a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), para falar sobre o assunto, mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir