Sem categoria

Falta de energia volta a atingir diversos bairros de Manaus

Mais de 18 bairros foram atingidos pela interrupção no fornecimento de energia durante o início da tarde de hoje em Manaus. Um problema causado, conforme nota da concessionária Eletrobrás Amazonas Energia, na subestação Mauá III teria ocasionado o problema que provocou o desligamento de um transformados que afetou cerca de 200 mil unidades consumidoras de energia na cidade.

Entre os bairros que tiveram o fornecimento suspenso estão Nova Cidade, Santa Etelvina, Monte das Oliveiras, Piorini, Cidade Nova, Distrito I e II, São José I, II e III, Zumbi, Parque Mauá, Mauazinho, Crespo, São Lázaro, Bethânia, Morro da Liberdade, Colônia Antônio Aleixo, Cachoeirinha, Centro e Praça 14. As adjacências de todos os bairros também sofreram com a interrupção de energia.

Comércios, residências, escolas e repartições públicas, bem como residências foram afetadas com a interrupção inesperada. Em nota a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) informou que suspendeu o expediente interno em sua sede, localizada no bairro do Aleixo, em virtude de problemas no disjuntor de alta tensão (15Kv) da subestação de energia do prédio, causado por uma queda de energia.

O órgão destaca que já fez a aquisição emergencial do equipamento e que todas as providências já estão sendo adotadas pela área de manutenção, para solucionar o problema o mais rápido possível. Já a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que foram registradas registrada queda de energia em três unidades de saúde da zona Sul, porém apenas uma delas suspendeu atividades por este motivo.

A suspensão no atendimento por conta da falta de energia ocorreu na Unidade Básica de Saúde (UBS) Lúcio Flávio, na Betânia, Zona Sul, além da concessionária de agua Manaus Ambiental que teve o fornecimento interrompido, devido a queda de energia e informou através de nota, que devido ao desligamento intempestivo da Subestação Mauá III, de responsabilidade da concessionária Eletrobrás Amazonas Energia, algumas unidades de tratamento e distribuição de água ficaram paralisadas por quatro horas, no período de 13h00 às 17h00.

Durante o período do desligamento não houve falta d’água, pois as unidades ainda estavam com o nível de reservação suficiente, porém, a população poderá sentir baixa pressão/falta d’água durante a noite de hoje (05). A normalização do abastecimento ocorrerá durante a madrugada e manhã desta terça-feira (06) nas seguintes unidades são: Estação de Tratamento de Água: Mauazinho e Proama e Estação Elevatória de Água Tratada e Centro de Produção de Águas Subterrâneas: Colônia Santo Antônio, Cidade de Nova, Nova Cidade, Tancredo Neves, Núcleo 23, Japiim, Eliza Miranda, São José, Morro da Liberdade, Francisca Mendes, Monte das Oliveiras, Vila da Barra, Buritis, Cidade de Deus I , Renato Souza Pinto I e II, Tarumã, Armando Mendes e Terra Nova III.

Em nota a concessionária Eletrobrás Amazonas Energia informou que na tarde desta segunda-feira houve desligamento intempestivo da transformação 230/138kV, na Subestação Mauá III. O desligamento afetou cerca de 200 mil unidades consumidoras na cidade de Manaus. Informou ainda que o processo de restabelecimento do fornecimento de energia elétrica na capital já foi iniciado em alguns bairros e que será totalmente normalizado no tempo mais breve possível.

Na terça-feira da semana (29), diversos bairros da cidade já haviam sido afetados com a suspensão no fornecimento de energia. Em alguns bairros os usuários reclamaram que as quedas foram sequenciais, já em outros locais da capital os usuários relataram que a falta de energia durou a noite toda e que o fornecimento somente foi normalizado no início da quarta-feira (30). No Tarumã, Zona Oeste, a dona de casa Valéria Silva, 30, informou que ficou boa parte da madrugada tentando saber junto a concessionária qual seria a previsão para o restabelecimento no fornecimento de energia, porém as informações eram evasivas.

“Só mandavam que eu anotasse números de protocolos e me pediram um número de contato, aí no outro dia, quando o serviço já havia sido restabelecido me ligaram para saber se já tinha energia na minha casa. Aí já não me adiantava mais. Me senti lesada como consumidora. Não pude ter a informação ou atendimento que necessitava naquele momento como consumidora”, reclama.

Quedas constantes

Paralelo as interrupções corriqueiras, usuários da concessionária reclamam das constantes oscilações e interrupções no fornecimento de energia elétrica que duram, em média, mais de uma hora. Este é o caso da secretária Kátia Balieiro, 44. Moradora da Zona Sul de Manaus, ela reclama que em várias noites têm sofrido com as constantes quedas de energia que, além de causarem incômodo por conta do forte calor dos últimos meses, ainda interferem na execução nos afazeres domésticos e comprometem os eletrodomésticos, que ficam vulneráveis a problemas causados pelo corte brusco na energia.

 

Por equipe EMTEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir