Dia a dia

Falsa advogada é presa ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória Feminino, na BR-174

A falsa advogada foi presa quando tentava entrar no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) – foto: Thaís Gama

Anahie Sâmara Itaporã Campos Rocha, 54, foi presa na tarde desta quinta-feira (22), quando tentava entrar no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), localizado no quilômetro 8 da rodovia BR-174, em Manaus. A mulher, que se identificou como advogada, iria visitar uma suposta cliente no local mas, após revista, foi averiguado que a carteira de identidade profissional, expedida em Goiás, estava cancelada há mais de 20 anos.

22-certidao-oab

Anahie apresentou a carteira da OAB que estava com a inscrição cancelada há mais de 20 anos – foto: Thaís Gama

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), informou que “não é permitida a entrada de advogados ou estagiários de direito sem a mediante apresentação do registro expedido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), atualizado e válido pela categoria de advogados”.

Anahie foi conduzida ao 19º Distrito Integrado de Polícia (19º DIP) para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido.

Outro caso

O CDPF registrou, na manhã de ontem, outro caso semelhante. Tiago Bezerra do Monte tentou entrar na unidade com um registro da OAB falso para falar com duas internas que foram presas na operação ‘Maus Caminhos’. A instituição constatou que Tiago não é advogado, que já foi preso. O falso advogado responde a outros processos por adulteração de veículos automotivos.

O advogado da unidade do CDPF informou que este caso foi para a ouvidoria da OAB, onde devem tomar as devidas providências.

Por equipe EM TEMPO online

Com informações de Thaís Gama do Agora

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir