Tecnologia

Facebook vai avisar quando usuário for espionado por governos

O Facebook anunciou nesta segunda-feira (19) que vai avisar seus usuários quando forem alvos de espionagem de governos. De acordo com nota de Alex Stamos, chefe de segurança da rede social, o aviso foi pensado porque ataques patrocinados por estados tenderiam a ser mais sofisticados e perigosos que os ataques comuns.

“[Nesses casos], nós encorajamos fortemente as pessoas afetadas a tomarem as medidas necessárias para proteger todas as suas contas on-line”, disse o executivo.

“Nós acreditamos que seu perfil do Facebook e outras contas podem ter sido atacados por atores patrocinados por governos”, diz o novo alerta. O Facebook recomenda, então, que o usuário ative a opção de aprovar logins, em que, cada vez que há uma tentativa de acessar o perfil de um dispositivo ou navegador desconhecido, um código de segurança é enviado para o celular do dono da conta.

A rede social alega que não informa os métodos utilizados para classificar ataques na categoria de patrocinados por governos para proteger a integridade dos seus sistemas, mas diz que só vai usar o alerta em casos em que há fortes evidências da interferência de países estrangeiros nas tentativas de invasão.

Muralha da China

O anúncio do Facebook vem menos de um mês depois de Estados Unidos e China terem firmado acordo em que baniram a espionagem de empresas dos dois países.

Não se sabe ao certo quando o compromisso entra em vigor, mas a empresa de segurança americana CrowdStrike anunciou nesta segunda (19) que detectou diversos ataques ligados ao governo chinês aos seus clientes, entre eles empresas de tecnologia e farmacêuticas. Um deles teria ocorrido no dia seguinte ao anúncio do acordo.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir