Mundo

Facebook suspende 30 mil contas falsas na França antes de eleição

O lucro cresceu para US$ 1,6 bilhão, o dobro em relação aos últimos três meses de 2014 – foto: divulgação

O Facebook anunciou nesta quinta-feira (13) ter suspendido 30 mil contas falsas na França a poucos dias da eleição presidencial para combater a disseminação de notícias falsas e spam.

A empresa diz tentar “reduzir a divulgação de materiais gerados por meio de atividade não autêntica, incluindo spam, desinformação ou outros conteúdos enganosos que são comumente compartilhados por criadores de perfis falsos”.

Teme-se que a divulgação de conteúdos falsos nas redes sociais possa influenciar o resultado da corrida presidencial na França, uma das mais polarizadas da história recente. O pleito ocorrerá em 23 de abril, e o desempate está marcado para 7 de maio.

O Facebook sofreu muitas críticas após a eleição dos Estados Unidos, em novembro de 2016, tendo sido acusado de tomar poucas ações para combater a disseminação de notícias falsas em sua plataforma.

Um estudo do BuzzFeed mostrou que a interação de usuários da rede social com notícias falsas sobre a eleição superou o acesso a reportagens de grandes veículos de comunicação nos meses que antecederam o pleito. Segundo especialistas, a desinformação pode ter contribuído para que Donald Trump chegasse ao poder.

Desde então, o Facebook reforçou sua vigilância sobre contas falsas e instituiu avisos de confiabilidade de links externos.

Rússia

A Rússia negou nesta sexta (14) que venha tentando interferir na eleição francesa.

Segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, as acusações de interferência não têm embasamento.

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos acusam o governo russo de ter ordenado ciberataques para interferir nas eleições do ano passado para beneficiar Trump. Moscou nega as acusações.

Folhapress

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top