Economia

Expectativa do consumidor cai 2,6% em setembro

Depois de duas altas consecutivas, o Inec (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor) caiu 2,6% em setembro, na comparação com agosto, informou nesta sexta-feira (2) a CNI (Confederação Nacional da Indústria). Em setembro, o índice recuou para 96,3 pontos e está 12,2% menor do que o registrado em setembro de 2014. As informações são da Agência Brasil.

Segundo a CNI, a queda é resultado do aumento do pessimismo dos brasileiros, especialmente em relação à renda, ao endividamento e à situação financeira. Mas os consumidores também estão preocupados com a inflação e o desemprego.

O indicador de expectativa sobre a renda pessoal caiu 6,4%. Isso significa que aumentou número de pessoas que esperam a queda da renda pessoal nos próximos seis meses. O índice de expectativa sobre a situação financeira recuou 3,7% e o de endividamento diminuiu 1,8% em setembro, na comparação com agosto.

O indicador de expectativas de compra de maior valor recuou 0,3% em setembro em relação a agosto. No mesmo período, a expectativa sobre a inflação caiu 2,8% e as perspectivas sobre o desemprego recuaram 2,1%. Quanto menor o índice, maior é o número de pessoas que esperam o aumento da inflação e do desemprego.

O Inec é feito pela CNI em parceria com o Ibope Inteligência. Esta edição da pesquisa ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios entre 18 e 21 de setembro.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir