Economia

Expectativa de alta mais lenta nos juros dos EUA puxa dólar para baixo

O dólar à vista, referência no mercado financeiro, teve desvalorização de 1,48% sobre o real, cotado em R$ 3,047 na venda, nesta quinta-feira (18). Já o dólar comercial, usado no comércio exterior, ficou praticamente estável, com ligeira valorização de 0,03%, para R$ 3,059.

A avaliação de operadores é que a expectativa de elevação lenta dos juros nos EUA se sobrepôs ao fato de o Banco Central do Brasil ter reduzido, novamente, sua intervenção no mercado através da rolagem de contratos de swap cambial (operação que equivale a venda futura de dólares).

O Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) sinalizou, na véspera, que os juros americanos subirão em um ritmo mais lento que o anteriormente previsto.

“Sem dúvida, a postura mais ‘dovish’ [tolerante em relação à inflação em termos de política monetária] do Fed acalmou o mercado”, disse Wagner Caetano, diretor da escola de investimentos Top Traders. Analistas temiam uma fuga repentina de recursos dos emergentes com um aperto monetário mais intenso nos EUA.

Na noite da véspera, o BC anunciou para esta sessão leilão de até 5.200 swaps cambiais, para estender o vencimento do lote de contratos que vence em julho.

Na última semana, a autoridade monetária vinha ofertando até 6.300 papéis e, antes disso, até 7.000. Nesta quinta (18), o BC vendeu todos os 5.200 swaps oferecidos na rolagem, por US$ 255,3 milhões.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir