Mundo

Exército turco é acusado de atacar curdos na Síria

Um oficial da milícia curda YPG disse nesse sábado (5) que o exército turco atirou contra seus membros nos arredores da cidade de Qamshli, no nordeste da Síria, perto da fronteira com a Turquia.

Redur Xelil, oficial do YPG, disse que ocorreram “disparos contra membros do YPG que causaram ferimentos sérios em uma pessoa. Houve então troca de tiros entre os dos lados.

“A situação é tensa agora”, disse Xelil.

O YPG tem sido um parceiro importante da coalizão liderada pelos Estados Unidos para combater o Estado Islâmico na Síria, mas também tem lutado contra grupos insurgentes no nordeste da Síria, na região de Aleppo, nas últimas semanas.

A Turquia vê o YPG como um grupo terrorista e uma extensão do movimento dos curdos que lutaram um combate insurgente durante três décadas no sudeste do país.

A Síria vive um cessar-fogo desde o dia 27 de fevereiro. No entanto, esse acordo foi violado ao menos 31 vezes desde seu início, de acordo com o governo russo.

Por: Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir