Mundo

Exército israelense dispersa manifestação de jornalistas palestinos

Forças do Exército israelense dispersaram neste sábado (2) em Belém, na Cisjordânia, uma manifestação de jornalistas palestinos, convocada no âmbito do Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, comemorado amanhã (3), noticiou hoje a agência espanhola EFE.

“O exército israelense lançou gases lacrimogêneo e balas de borracha contra os jornalistas que se manifestavam no ponto militar 300, no norte de Belém”, disseram à EFE fontes palestinas, que acrescentaram que o líder do grupo de jornalistas, Abdel Naser Elnajar, e outro membro do grupo ficaram com ferimentos leves nas pernas.

Um número indeterminado de manifestantes também sofreu as consequências do gás lacrimogêneo lançado pelas forças israelenses, acrescentaram.

A manifestação foi convocada para o local que liga Belém a Jerusalém, em protesto contra as restrições impostas pelos israelenses aos jornalistas palestinos, como a proibição de se mover livremente nas cidades palestinas.

Por ocasião do Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, o Clube de Prisioneiros da Autoridade Nacional Palestiniana (ANP) informou que Israel tem detidos 16 jornalistas palestinos, a maioria devido aos trabalhos jornalísticos.

Em comunicado, a associação que agrega os jornalistas palestinos pede à comunidade internacional que atue para que sejam retiradas as restrições à liberdade de imprensa na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, assim como para que Israel liberte os jornalistas detidos.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir