Dia a dia

Excesso de velocidade: mais de 39 mil são multados na BR-174

Fiscalizações acontecem em pontos estratégicos – Divulgação

Para uma rodovia que é conhecida por inúmeros acidentes que causam óbito de condutores e passageiros, a BR-174 rendeu multas a 39 mil condutores por direção perigosa entre 2016 e 2017. De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), no ano passado foram multados 29 mil condutores por dirigir em alta velocidade e, até setembro deste ano, os multados chegam a 10 mil.

Conforme informações do departamento, houve uma queda de 65% em 2017 com relação ao ano de 2016. E as multas podem variar de R$ 130,16 e perda de 4 pontos na carteira de habilitação (infração média) a R$ 880,41 e perda de 7 pontos na carteira de habilitação (infração gravíssima).

Segundo o chefe de policiamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Erlon Leal, além dos radares instalados pelo Dnit, equipes da PRF faz abordagens educativas, preventivas e fiscalizações em pontos estratégicos da BR.

Leia também: Presidente Figueiredo é cenário para novo clipe de Anitta

“Nossas equipes ficam dividas em 2 turnos de 6h durante a semana e nos feriados e fins de semana as abordagens e fiscalizações aumentam, as equipes são dividias em 4 turnos de 6h”, informou Leal.

Ainda de acordo com o chefe do policiamento, parte da equipe aborda os motoristas de forma educativa, e entre as advertências feitas aos condutores estão a falta do uso do cinto de segurança, a falta da cadeirinha para crianças de 0 a 7 anos e meio, e o uso de pneus irregulares. Todas as equipes ainda contam com os aparelhos etilômetros que são usados para fazer o teste do bafômetro.

“A outra parte da equipe fica em pontos escolhidos a dedo por nós para fiscalizar através de radares móveis ações de condutores impudentes, como a alta velocidade e a ultrapassarem feita de forma errada”, completou Erlon.

Pena para quem falsifica documento é de um a cinco anos de reclusão – Divulgação

Documentos falsificados

Uma equipe especializada da PRF fica de prontidão para identificar  irregularidades como documentos de veículos falsificados, quando identificados os condutores são conduzidos até a delegacia mais próxima onde ficará a disposição do delegado de polícia.

Carros roubados

Uma equipe da PRF também fica responsável por identificar os carros roubados e encaminhar os condutores até a delegacia mais próxima para que sejam realizados os procedimentos cabíveis.
De acordo com dados da Secretária de Segurança Pública do Amazonas (SSP/AM) mais de 2 mil automóveis foram roubados no primeiro semestre de 2017, e desses 994 foram recuperados, número relativamente menor se comparado ao ano passado quando foram recuperados e devolvidos aos donos 1.339 veículos.

Segundo a PRF na maioria das vezes a alta velocidade é a principal causadora de acidentes na BR-174 – Arquivo EM TEMPO

Acidentes

Em janeiro de 2015, 4 jovens se envolveram em um acidente na BR-174 sentido Presidente Figueiredo – Manaus. Na época a Polícia Civil informou que o carro modelo Mitsubishi Pajero Dakar de cor prata e placa OAO-3637, trafegava pela rodovia, quando teria perdido o controle e caído em um barranco. O acidente vitimou as jovens Brenda Braga Batista de Sousa, 21, e Raysa Rossi Brito Claudino, 21.

Em julho de 2015, o estudante Ruan Carlos Marques Barroso, 15, morreu após ser atropelado por um caminhão enquanto atravessava a rodovia. De acordo com testemunhas, o adolescente estava viajando em um ônibus com destino a Presidente Figueiredo quando pediu para descer porque precisava ir ao banheiro, ele atravessou a via pela frente do veículo e não percebeu o caminhão se aproximar.

Raphael Tavares
EM TEMPO
Leia Mais:
Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir