Esportes

Ex-pupilos de Oswaldo caem de rendimento com novo técnico

Não há como negar que a troca de comando no Palmeiras surtiu efeito. Logo que entrou no lugar de Oswaldo de Oliveira, Marcelo Oliveira emendou uma sequência de sete jogos sem perder que aproximou o time da ponta da tabela -estava na 12ª colocação quando o treinador anterior saiu, e atualmente é quinto colocado.

Ainda que tenha mantido a formação tática do antecessor (4-2-1-3), Marcelo alterou funções, modificou posicionamentos e definiu sua equipe titular. Com isso, alguns jogadores subiram de produção, ao passo que outros não têm mostrado a mesma performance que tinham com Oswaldo.

Entre os que mostraram maior evolução estão o lateral esquerdo Egídio, o volante Andrei Girotto e o atacante Dudu.

Com o novo treinador, que segundo ele “impôs um ritmo mais forte”, Egídio ganhou definitivamente a vaga de seus concorrentes e se tornou o principal responsável pelos cruzamentos no time. Com eles, deu quatro assistências no campeonato. No segundo jogo do novo treinador, contra o São Paulo, ele acertou três assistências para gol. Nesta quarta, ele não fez boa partida contra o Cruzeiro.

Com isso, o veterano Zé Roberto, 41, um dos líderes do elenco durante a passagem de Oswaldo, tem sido pouco aproveitado. Antes da partida contra o Flamengo no último domingo (16), ele não entrava em campo havia um mês, e não era titular desde o começo de junho.

A ascensão de Egídio também tem comprometido o destaque do lateral direito Lucas que, quando tinha Zé Roberto como parceiro de lateral, subia mais ao ataque, uma de suas principais qualidades. Com os constantes avanços do atual titular, Lucas tem que adotar uma postura mais defensiva e tem feito partidas mais discretas.

BALANÇA

Um dos maiores beneficiados com a chegada de Marcelo Oliveira foi o atacante Dudu. Com seu posicionamento modificado, ele tem sido o principal responsável por puxar os contra-ataques e também aparece no ataque para fazer tabelas com os atacantes mais centralizados. Desde que Marcelo chegou ao time, marcou quatro gols e deu quatro assistências -uma delas na vitória sobre o Cruzeiro nesta quarta-feira (19).

Rafael Marques também caiu de produção com Marcelo. Em entrevistas, ele já ressaltou que seu posicionamento em campo foi alterado, e por isso não tem tido o mesmo rendimento. Nesta quarta, contra o Cruzeiro, fez o gol da virada do Palmeiras, mas repetiu uma atuação abaixo da média.

Nos seis jogos que Oswaldo treinou a equipe no Brasileiro, Rafael anotou três gols. Nas 12 partidas de Marcelo, ele marcou o mesmo número de vezes.

No meio-campo, Andrei Girotto parece ter conquistado uma vaga no time titular com Marcelo. Após a lesão de Gabriel, o técnico deu uma oportunidade ao volante que conhecia desde os tempos de América-MG.

Já o meia Robinho tem oscilado de rendimento e tem errado muitos passes na função de armador. Ele corre risco de perder a vaga no time titular para Cleiton Xavier. Contra o Flamengo, Robinho foi substituído e saiu de campo vaiado pela torcida.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir