Dia a dia

 Ex-policial ‘Moa’ é absolvido de crime ocorrido em 2013

‘Moa’ já acumula 30 anos de cadeia por dois homicídios e por tráfico de drogas - foto: divulgação TJAM

‘Moa’ já acumula 30 anos de cadeia por dois homicídios e por tráfico de drogas – foto: divulgação TJAM

Suspeito de assassinato em 2003, Moacir Jorge Pessoa Costa, o ‘Moa’, foi absolvido da acusação do crime em julgamento realizado nesta quinta-feira (8), no Fórum Henoch Reis, Zona Centro-Sul. O 2º Tribunal do Júri foi responsável pela absolvição. ‘Moa’ já acumula 30 anos de cadeia por dois homicídios e por tráfico de drogas.

De acordo com o processo que corria contra ‘Moa’, na ocasião do crime, o réu teria matado um rapaz de 20 anos por engano. O verdadeiro alvo era um policial militar. Além do crime, o réu também é suspeito de compor uma quadrilha cujo líder era o ex-deputado estadual Wallace Souza.

No julgamento, Armando Gurgel, representando o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE/AM), pediu pela absolvição de ‘Moa’ por falta de provas concretas de que o réu teria cometido o crime.  O promotor informou que o relato dado por uma das testemunhas de que Moa foi visto em uma moto na região do local do crime, não foram suficientes para condenar o réu.

Gurgel argumentou que a única testemunha do caso, que era o alvo do crime, afirmou ter visto ‘Moa’ em uma moto nas proximidades do local do homicídio. Segundo Gurgel, o policial que disse ser o alvo de Moa  e declarou em depoimento oito anos depois do crime que Moa estava no local, mas devido a aposentadoria do policial, por invalidez mental, o mesmo não pode ser usado como testemunha nesse julgamento. Isso acarretou na invalidez do depoimento anterior.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir