Holofotes

Ex diz que foi agredido por Luiza Brunet e que levou dez pontos

liriocerto

O empresário Lírio Albino Parisotto, 62, afirmou neste domingo (3), nas redes sociais, que também foi agredido, no ano passado, pela atriz e ex-modelo Luiza Brunet, 54, sua ex-companheira que o acusa formalmente de agressão.

Segundo o relato do empresário, o episódio aconteceu durante um passeio de barco, e ele precisou ir ao hospital e levar dez pontos devido ao ferimento, sem detalhar em qual parte do corpo foi ferido. “Dez testemunhas assistiram à violência da LB [Luiza Brunet]”, escreveu. Parisotto ainda chamou a atriz de “muito agressiva” e de “criatura hipócrita”.

A assessoria de imprensa de Luiza Brunet afirmou que ela não iria comentar as declarações do ex-companheiro. A atriz apresentou queixa ao Ministério Público contra Parisotto por agressão, e a Justiça já decretou medidas de proteção. Ele está proibido de se aproximar dela e de manter qualquer tipo de contato.

Segundo a atriz, o caso de agressão deles ocorreu no final de maio deste ano, em Nova York, no apartamento em que estavam. O empresário, segundo a denúncia, agrediu Luiza com um soco no olho e com chutes, além de tê-la derrubado no sofá e a imobilizado, quebrando-lhe quatro costelas.

Luiza tornou pública a agressão na semana passada e divulgou uma imagem em que aparece com o olho roxo. Ele nega.

Em sua página no Instagram, Parisotto fez quatro postagens sobre o caso. No domingo, o empresário publicou um comentário de um amigo, lembrando o episódio do barco.

“Qualquer coisa, sabe que pode contar comigo e, se for o caso, vou até São Paulo para contar o que aconteceu no ano passado no barco. (…) Se fala tanto de violência contra mulher. E a violência da mulher contra o homem? Nunca vou esquecer com que raiva e violência a Luiza foi em cima de você no barco. E você tinha que ficar ali apanhando ou tem direito a se defender?”, afirma o amigo, identificado com Paolo.

O empresário diz que está sendo julgado e condenado “sem saber do que se trata”. “Há quem adore se fazer de vítima na mídia, afinal, ela é uma queridinha e sabe muito bem utilizá-la. A verdade não tardará. Não julguem antes dos fatos serem esclarecidos”, afirmou o empresário, em nota na semana passada.

Parisotto também afirma que não aceitará ser “tratado como agressor de mulher”. “Sempre fiquei quieto como acho que tem que ser em assuntos desta natureza. Fazer o que, ela resolveu mentir… Sempre tentei me defender desta agressividade da parte dela.”

Em nota, a atriz afirmou que teve medo e vergonha de denunciar a agressão. “Muito tem sido dito a meu respeito, é triste ver pessoas buscando uma ação minha para justificar a agressão. Nada justifica uma agressão. Infelizmente ainda vivemos a cultura de que a vítima é culpada de alguma forma”, disse.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir