Política

Ex-boxeador Popó será candidato a vereador em SP

Popó promete mirar no exemplo do humorista Tiririca (PR-SP) - foto: reprodução

Popó promete mirar no exemplo do humorista Tiririca (PR-SP) – foto: reprodução

Numa estratégia para fortalecer a candidatura do deputado federal Celso Russomano (PRB) à prefeitura de São Paulo em 2016, o ex-boxeador Acelino Popó Freitas vai disputar uma vaga de vereador na capital paulista.

O ex-atleta baiano, que transferiu o título de eleitor há cerca de dois meses com o crivo do diretório nacional do PRB, deverá ser o principal puxador de votos do partido para a Câmara Municipal de São Paulo.

O objetivo do partido é alavancar a bancada no legislativo municipal. Em 2012, apesar do bom desempenho de Russomano, que teve 21% dos votos na disputa pela prefeitura, o PRB conquistou apenas duas das 55 cadeiras da Câmara.

“Já morei em São Paulo por um tempo e me considero meio paulista. Além disso, a cidade tem muitos nordestinos que pegam no pesado e que precisam de oportunidades”, disse à reportagem o ex-campeão mundial de boxe.

Popó promete mirar no exemplo do humorista Tiririca (PR-SP), também nordestino, que foi o deputado federal mais votado em São Paulo em 2010 e 2014, com mais de um milhão de votos.

O ex-pugilista promete que a inclusão social e o esporte serão suas principais bandeiras. E promete engajamento total na campanha de Russomano para a prefeitura.

“Sei que ele vai precisar de mim, assim como eu vou precisar dele nas eleições. É uma parceria que complementa, um vai ajudar o outro”, diz.

‘Rocky Balboa’

A política não é novidade para o ex-pugilista, que foi secretário de Esportes em Salvador e exerceu mandato de deputado federal pela Bahia entre 2011 e 2014. Em 2010, fez sucesso na campanha com um jingle que parodiava o tema de Rocky Balboa, personagem sucesso de uma série de filmes que conta a saga de um boxeador.

Com 60 mil votos na primeira eleição que disputou, ficou na primeira suplência da coligação, mas exerceu integralmente o mandato.

Na Câmara, apresentou 90 projetos, mas nenhum foi aprovado. Entre suas principais bandeiras está a regulamentação do MMA (Artes Marciais Mistas, na sigla em inglês).

No ano passado, teve apenas 23 mil votos e não se reelegeu. Creditou a derrota à falta de apoio político de prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Aliados da Bahia, contudo, dizem que faltou reconhecimento dos eleitores baianos ao seu mandato na Câmara Federal.

“Como diz a Bíblia, o profeta na sua pátria não tem honra. Mas Popó é grande e vai ser o que quiser em São Paulo”, diz a deputada federal Tia Eron, presidente do PRB-BA.

Além de voltar às urnas, Popó também vai retornar aos ringues aos 39 anos. Está com luta marcada para 18 de julho, em Santos, contra uma adversário ainda não foi divulgado. O boxeador baiano tem 41 lutas na carreira, com 39 vitórias, sendo 33 por nocaute.

Por Folha Press

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir