Holofotes

Ex-baterista do AC/DC é detido na companhia de prostitutas

Phil Rudd, ex-baterista da banda de rock AC/DC, foi preso pela polícia da Nova Zelândia neste sábado (18), por causas não detalhadas, apenas uma semana após ter sido condenado a oito meses de prisão domiciliar.

O advogado do músico também não detalhou as razões de sua detenção. Rudd, 61, deve passar a noite deste domingo (19) na delegacia.

Segundo o jornal ‘New Zealand Herald’, Rudd se encontrava na companhia de várias prostitutas no momento em que a polícia o deteve, em sua casa na cidade de Tauranga.

Rudd já havia sido condenado no último dia 9 a cumprir oito meses de prisão domiciliar sob a acusação de ter, entre outros crimes, por posse de drogas e por ter proferido ameaças de morte contra seu assistente.

Em 27 de setembro de 2004, a polícia encontrou na casa de Rudd a quantidade de 0,71 grama de metanfetamina e 130 gramas de maconha. Em abril deste ano, ele confirmou que estava na posse da droga e admitiu que havia ameaçado de morte seu ex-funcionário.

Rudd, único integrante do AC/DC nascido na Austrália, se mudou para a Nova Zelândia em 1983 após deixar a banda a que voltou a integrar em 1994.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir