Economia

EUA ‘de olho’ no Distrito Agropecuário do Amazonas

Delegação dos Estados Unidos realizou reunião com representantes da Suframa sobre o Distrito Agropecuário instalado na capital amazonense - foto: divulgação

Delegação dos Estados Unidos realizou reunião com representantes da Suframa sobre o Distrito Agropecuário instalado na capital amazonense – foto: divulgação

O ministro conselheiro de Agricultura do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, Clay Hamilton, acompanhado de técnicos do Serviço Exterior de Agricultura, esteve na sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) ontem (15) para buscar informações sobre o Distrito Agropecuário da Suframa (DAS). A comitiva foi recepcionada pelo superintendente em exercício da autarquia, José Adilson Vieira, e por coordenadores e técnicos de diversas unidades administrativas.

De acordo com o ministro Clay Hamilton, a intenção dos Estados Unidos é, futuramente, fazer investimentos no setor primário de outros países em virtude do crescimento da demanda por alimentos no mundo inteiro e o Brasil é um potencial parceiro para essa produção. “Manaus é muito importante pela posição estratégica no Brasil e temos muito interesse de entender melhor os benefícios que aqui são concedidos”, afirmou.

O superintendente Adilson Vieira afirmou que o DAS tem como principal desafio consolidar uma agricultura que inicialmente supra a demanda do Estado para, em seguida, focar na criação de uma base exportadora. “Os Estados Unidos têm uma boa experiência na exportação, sobretudo, de recursos florestais. Creio que podemos desenvolver algumas parcerias de troca de tecnologia, já que temos inúmeros recursos florestais no DAS”, afirmou.

DAS

A coordenadora-geral de Estudos Econômicos e Empresariais da Suframa, Ana Maria Souza, fez uma apresentação à comitiva estrangeira sobre o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), com enfoque no setor agropecuário. “Mesmo sendo o polo industrial o mais significativo em termos econômicos, dos 10 mil quilômetros quadrados de área da Zona Franca de Manaus, 52% pertencem ao DAS”, explicou.

De acordo com Ana Maria, atualmente, o DAS conta com aproximadamente 600 empreendimentos, sendo aproximadamente 250 de médio porte e quase 20 de grande porte (faturamento superior a US$ 10 milhões), além de 30 médias e pequenas empresas que estão situadas no Polo Industrial de Manaus (PIM), mas que trabalham exclusivamente com matéria-prima regional.

Cuba estreita relações com o AM

Outra visita realizada à Suframa ontem foi a do cônsul Geral de Cuba em Manaus, Turcios Miguel Esquivel López, que aproveitou a ocasião para convidar a autarquia a participar da XXXIII Feira Internacional de Havana (Fihav), que ocorrerá entre os dias 1º e 7 de novembro de 2015.

Segundo Turcios, o evento possibilitará à Suframa reforçar contatos com técnicos do governo cubano a fim de discutir a assinatura de um memorando de entendimento para estreitar as relações comerciais entre a ZFM e Cuba.

Outro ponto destacado foi a previsão de inauguração, a partir do dia 16 de dezembro, de um voo comercial da empresa Gol que interligará São Paulo, Manaus e Havana. “Com esse voo, teremos uma ótima oportunidade de fomentar o turismo e o comércio bilateral”, avaliou.

O superintendente da Suframa em exercício, José Adilson Vieira, agradeceu o convite e retribuiu o mesmo pleiteando a participação de Cuba na oitava edição da Feira Internacional da Amazônia (Fiam 2015), que ocorrerá entre os dias 18 e 21 de novembro.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir