Sem categoria

“Eu jamais quis matá-la”, diz Marcelaine sobre crime contra Denise Silva

Durante sua fala, Marcelaine Schumann confessou ter pedido para Charles McDonald dar uma surra na bacharel direito, Denise Silva - foto: Ione Moreno

Durante sua fala, Marcelaine Schumann confessou ter pedido para Charles McDonald dar uma surra na bacharel direito, Denise Silva – foto: Ione Moreno

Na volta do julgamento do ‘caso Marcelaine’, a socialite voltou a prestar depoimento na tarde desta quarta-feira (1°), no Fórum Henoch Reis, Zona Sul. Durante sua fala, Marcelaine Schumann confessou ter pedido a Charles McDonald  para dar uma surra na bacharel direito, Denise Silva.

“Eu jamais quis matá-la. Pedi para que ele desse um jeito nela [Denise. Um susto ou uma surra”, comentou a socialite. A mulher informou que Denise a perseguia e ficava a provocando com fotos e mensagens.

Marcelaine disse ainda que se encontrou com Denise em uma padaria, próxima ao Parque do Idoso, Zona Centro-Sul,  para entrarem em um consenso sobre a relação que as duas mantinham com o empresário Marcos Souto.

“Ela [Denise] disse para nos encontrarmos em uma padaria discreta, que ela costumava frequentar com Marcos. Expliquei a ela minha situação, que mantinha um relacionamento há nove anos com Marcos e ficamos entendidas que ela sairia da relação”, disse.

A socialite também comentou que o esposo de Denise, Erivelton Barreto, sabia do caso da mulher com Souto. “Ele me mandou várias mensagens me assediando.  Inclusive me mandou fotos íntimas”.

Em relação a sua ligação com Charles MacDonald, Marcelaine esclareceu que conheceu o homem em uma agência do Banco Bradesco e depois mantinha contato com ele via Facebook.

“Contei que estava sendo perseguida e ele [Charles] disse que me ajudaria. Pedi que  desse um susto em Denise. Ele se propôs a me ajudar, mas ficou doente, internado e iria fazer uma cirurgia. Ele relatou que precisava de um dinheiro e o emprestei R$ 3mil”.

Arrependimento

Durante o depoimento, Marcelaine pediu perdão a Denise e disse que não valia a pena fazer isso por causa de um relacionamento. “Eu cometi de fato uma atitude errada. Minha intenção era somente dar um susto. Me arrependo muito.  Minha vida está de cabeça para baixo, exposta e totalmente destruída. Fui presa. Não valeu a pena, ainda mais por um relacionamento, que depois descobri que sempre fui enganada”.

A socialite ‘aconselhou’ aos presentes que  não vale a pena se arriscar motivada por um “momento”. “Não vale a agente se arriscar ou fazer esse tipo de coisa, motivada por um momento. Me arrependo muito. Minha intenção nunca foi de tirar a vida de Denise. Peço que ela me perdoe do fundo do coração. Espero que a moça possa retornar a vida dela e não ver em mim uma ameaça. Gostaria que os jurados entendessem o meu estado emocional naquele momento. Estou pagando um preço muito alto pelo o erro que cometi”.

Por equipe EM TEMPO Online

2 Comments

2 Comments

  1. Mai Boi

    2 de junho de 2016 at 03:13

    como é que um homem podia gostar de uma mulher tão feia como essa ? Só se tiver mulher mais feia ainda…………. e a farda presidiaria dela?….tudo um jogo de marketing para convencer os juizes a liberar ela……..esse Brasiu

  2. Mai Boi

    2 de junho de 2016 at 03:11

    como é que um homem podia gostar de uma mulher tão feia como essa ? Só se tiver mulher mais feia ainda………….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir