Sem categoria

Estelionatário é preso com mais de três toneladas em materiais de construção

Na delegacia, foi constatado que Márcio já tinha passagem pela polícia por estelionato e falsificação de documentos, mas respondia em liberdade provisória pelo crime.- foto: divulgação

Na delegacia, foi constatado que Márcio já tinha passagem pela polícia por estelionato e falsificação de documentos, mas respondia em liberdade provisória pelo crime.- foto: divulgação

Márcio dos Santos, 34, foi apresentado na manhã desta segunda-feira (8) na Delegacia Especializada em Roubos Furtos e Defraudações (Derfd ), suspeito de cometer vários crimes de estelionato entre Manaus e Boa Vista (RR).

O homem foi preso, em flagrante, na última sexta-feira ( 5 ), por volta das 19h, na rua 6, bairro Monte das Oliveira, Zona Norte de Manaus.

De acordo com o titular da Derfd, Adriano Felix, Márcio foi abordado no momento em que estava procurando um lugar onde pudesse deixar uma carga de aproximadamente 3 toneladas em materiais de construção civil.
“Ele estava transportando vários produtos de materiais de construção em um caminhão de frete. A intenção era levar a mercadoria à cidade de Boa Vista, no Estado de Roraima, onde seria vendido”, relatou o delegado Adriano Felix.

Ainda conforme a policia, Márcio estava sendo investigado há um mês, após uma denúncia. “Iniciamos as investigações quando uma vítima veio à delegacia registrar um boletim de ocorrência (B.O). A vítima disse que estava tendo o nome utilizado para fazer várias compras pela cidade. A partir daí começamos uma minuciosa investigação e chegamos ao nome de Márcio, momento em que começamos a monitora-lo”, esclareceu o delegado.

Adriano Felix explicou ainda como o homem agia durante a ação criminosa. “Ele se passava por funcionário de um empresário do ramo de construção civil. Emitia boletos de compras falsificados e repassava cheques também falsos no nome de um empresário”, informou.

Ainda conforme o delegado, em um golpe anterior, Márcio chegou a comprar cerca de R$ 8 mil em matérias de construção e levou para Boa Vista (RR), onde todo o material foi vendido. Ele utilizava os nomes de outras pessoas para aplicar os golpes.

Na delegacia, foi constatado que Márcio já tinha passagem pela polícia por estelionato e falsificação de documentos, mas respondia em liberdade provisória pelo crime.

Na unidade policial, Márcio foi autuado por estelionato e será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça.

Por Henderson Martins (especial EM TEMPO Online)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir