Mundo

Estados Unidos reforçam segurança de bases militares

Os Estados Unidos reforçaram, nesta sexta-feira (8), o nível de segurança das bases militares no território norte-americano por precaução quanto a uma possível ameaça por parte do Estado Islâmico. A informação foi publicada pela imprensa do país, após ter sido divulgada por uma fonte do Departamento de Defesa à Agência de Notícias Francesa (AFP).

A medida de precaução entrou em vigor após um alerta da Polícia Federal norte-americana (FBI) sobre a possibilidade de existirem centenas ou milhares de seguidores do Estado Islâmico nos Estados Unidos.

A presença de possíveis simpatizantes do grupo extremista foi anunciada nessa quinta-feira (7) pelo diretor do FBI, James Comey. O serviço de inteligência admitiu a possibilidade, após a tentativa de ataque no Texas, no último domingo, quando dois jovens foram mortos pela polícia após atirarem em uma viatura. Supostamente, eles planejavam atacar uma exposição com caricaturas de Maomé, organizada por um grupo radical anti-islâmico.

Após a tentativa de ataque, o Estado Islâmico reivindicou a autoria do frustrado atentado, mas o governo americano afirmou que não era possível dizer se os envolvidos eram somente simpatizantes da organização ou se eram integrantes de fato. Ontem, no entanto, o FBI disse que a possibilidade da existência de integrantes ou simpatizantes é real e implica riscos.

O FBI disse estar preocupado com as mensagens de propaganda jihadista que circulam na internet e que encorajam ataques terroristas. Elton Simpson, um dos jovens mortos pelos policiais, havia postado uma mensagem no Twitter, horas antes de ter sido interceptado pela polícia do Texas, com o carro cheio de explosivos.

O nível de alerta subiu para o grau 4, em uma escala de cinco níveis. Segundo as fontes consultadas pela agência francesa AFP, o chefe do Comando Norte do Pentágono, almirante William Gortney, ordenou reforço de alerta para que as “tropas tenham maior consciência e vigilância”, de potenciais riscos de segurança. É a primeira vez que as bases do país são colocadas nesse nível de segurança desde o décimo aniversário do 11 de Setembro.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir