Sem categoria

Estado precisa economizar até R$ 400 mi para evitar fechamento de hospitais, diz Melo

O anuncio foi feito durante lançamento do aplicativo 'Saúde Amazonas' – foto: divulgação

O anuncio foi feito durante lançamento do aplicativo ‘Saúde Amazonas’ – foto: divulgação

O governador José Melo (Pros) afirmou que os gastos com a saúde devem ter uma redução entre 300 a R$ 400 milhões até abril deste ano, para evitar o fechamento de hospitais no Estado. A declaração foi dada na manhã desta terça-feira (8), durante o lançamento do aplicativo ‘Saúde Amazonas’, como parte do Programa de Gestão Integrada da Saúde (GIS).

“Vou dizer uma coisa que vai chocar a todos vocês. Se neste ano, nós não conseguirmos economizar entre 300 a 400 milhões para a saúde do Estado, não tenho dúvidas que teremos o desprazer de fechar unidades de saúde. Vou ter que escolher entre fechar o 28 de Agosto, ou fechar uma outra unidade de saúde. Vou ter que escolher e não tem segredos. Quando não temos os recursos necessários, não há mágica”, desabafou durante a solenidade.

Melo disse que o sistema de saúde pública do Amazonas gasta 23% da receita própria na saúde (próximo a 3 bilhões), maior valor bruto aplicado ao sistema em relação aos demais estados da federação, que gastam em torno de 12 a 13% do seu orçamento.

Ainda segundo o governador, nos primeiros dois meses do ano (janeiro e fevereiro), o Estado já deixou de arrecadar mais de R$ 110 milhões. “Se permanecer assim, todos os esforços feitos no ano passado, manteremos o governo até o fim. Mas o pior será quebrar o Estado. Estamos estudando secretaria por secretaria, mas se a receita continuar a cair teremos que, novamente, arrumar o Estado”, disse.

Por Stênio Urbano

1 Comment

1 Comment

  1. Amazonense indignado

    9 de março de 2016 at 18:15

    Se o mestre dos magos, devolver os R$ 400 milhoes do rombo que ele deu na Seinfra nao vai ser preciso ele fechar hospitais e nem reduzir salarios dos funcionarios. Facil de resolver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir