Mundo

Estado Islâmico sequestra cerca de 400 civis no Leste da Síria

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) sequestrou cerca de 400 civis, entre os quais mulheres e crianças, depois de um ataque no sábado (16) à cidade de Deir Ezzor, no Leste da Síria. A ofensiva deixou 135 mortos.

O diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahmane, disse que os cerca de 400 civis foram levados do bairro de Al-Baghaliyeh e de zonas próximas para regiões controladas pelo Estado Islâmico (EI). Entre os sequestrados, estão mulheres, crianças, famílias e combatentes pró-regime, informou o responsável da organização não governamental.

As pessoas raptadas foram levadas para outras regiões sob o controle dos jihadistas no oeste da província de mesmo nome (Deir Ezzor) e para província vizinha de Raqqa, acrescentou Rahmane.

No sábado, o EI lançou uma grande ofensiva em várias áreas da cidade, tomando o controle do bairro de Al-Bagheliyeh. De acordo com o OSDH, pelo menos 85 civis e 50 combatentes pró-regime foram mortos, a maior parte executados.

A agência oficial de notícias síria Sana citou moradores que denunciaram um massacre com 300 civis mortos. Segundo o OSDH, a ofensiva permitiu que a organização jihadista avançasse no norte da cidade de Deir Ezzor, controlando cerca de 60% da área.

Esta manhã, as forças do regime combatiam no noroeste da cidade, enquanto os subúrbios de Al-Bagheliyeh foram alvo de ataques aéreos noturnos de aviação da Rússia, aliada do regime do presidente Bashar al-Assad. O regime mantém o controle de zonas de Deir Ezzor e de um aeroporto militar nas proximidades.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir