Mundo

Estado Islâmico liberta trabalhadores sequestrados de fábrica na Síria

O Estado Islâmico sequestrou os trabalhadores após atacar forças do governo sírio na área onde a fábrica de cimento está localizada, próxima à cidade de Dumayr - foto: divulgação

O Estado Islâmico sequestrou os trabalhadores após atacar forças do governo sírio  – foto: divulgação

Combatentes do Estado Islâmico libertaram na noite desta sexta-feira (8) parte do grupo de trabalhadores de uma fábrica de cimento que foram sequestrados no nordeste de Damasco nesta quarta (6), afirma o Observatório de Direitos Humanos da Síria que monitora a situação.

Funcionários de prefeituras de duas cidades próximas ao local conseguiram firmar um acordo para liberar 170 homens que haviam sido levados, de acordo com informações do órgão com base no Reino Unido.

O observatório ainda afirma que 140 funcionários conseguiram sair antes de os combatentes chegarem.

O Estado Islâmico sequestrou os trabalhadores após atacar forças do governo sírio na área onde a fábrica de cimento está localizada, próxima à cidade de Dumayr.

Segundo a “Amaq”, agência de notícias no Estado Islâmico, cerca de 300 trabalhadores foram libertados nesta sexta, mas quatro deles foram executados porque pertencem à minoria Druze.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir