Cultura

Espetáculo ‘Lágrimas de Brinquedo’ tem emocionado público no Teatro Amazonas

Espetáculo público segue até quarta-feira (23), no palco do Teatro Amazonas – foto: Ione Moreno

Espetáculo público segue até quarta-feira (23), no palco do Teatro Amazonas – foto: Ione Moreno

O espetáculo musical “Lágrimas de Brinquedo”, dos autores Alfredo Fernandes e Jorge Bandeira, tem emocionado o público manauense desde a primeira noite em que dominou o palco do Teatro Amazonas e espectadores que assistem atentamente por um telão instalado no largo São Sebastião.

O musical é uma adaptação da obra do escritor escritores Alfredo Fernandes e Jorge Bandeira que narra a trajetória de uma menina, Dorinha, que não enxerga e ganha um presente inesquecível na noite de Natal. Dorinha é uma criança adorável e cheia de sonhos, e vive rodeada dos seus amiguinhos imaginários, como o coelho, a bailarina, o soldadinho de chumbo, o palhaço e o urso marrom.

A direção do espetáculo ficou por conta do diretor Jorge Takla, formando em belas artes em Paris e que tem trabalhos dirigidos em Nova Iorque, entre outros países. “Fui convidado para realizar o espetáculo deste ano e fiquei encantado com os artistas da cidade. É emocionante estar trabalhando com profissionais de Manaus e a ideia é aproximar o artista do espectador”.

A direção musical ficou a cargo do maestro Marcelo de Jesus, já conhecido por grandes inovações e popularização da música erudita. “O espetáculo é apresentado em forma de musical, balé e orquestra. Trouxemos uma linguagem é completamente diferente para o teatro, é uma peça que se passa como um musical, com uma trilha sonora esplêndida”, garante o músico.

Outros nomes de peso abrilhantam o evento, como Ednelza Sahdo, Zezinho Corrêa, Kelly D’Castro, Paulo Queiroz, Carol Martins, Jorjão Pampolha, Humberto Sobrinho e Henrique Bravo, entre outros.

O secretário de Cultura do Estado do Amazonas, Robério Braga, garante que as seis noites do espetáculo vai emocionar profundamente o público. “Temos nesse espetáculo um resultado de alto nível que vai ter uma apresentação dos anos anteriores. Antes tínhamos apenas um espetáculo em uma vez só. Este ano são nove espetáculos e seis dias, inclusive domingo de manhã, domingo à tarde, dentro do teatro e fora dele”.

De acordo com o secretário, o evento é para todos os públicos, desde as classes mais humildes até o turista acostumado com grandes espetáculos mundo afora. “As pessoas que vêm ao teatro são de todos os níveis sociais, econômicos e todas as idades. Classe média, classe baixa, classe alta, quem menos vem ao teatro é o rico, que diz que foi à Broadway e nunca se sabe se realmente foi. Esse espetáculo é feito para o povo amazonense, para o trabalhador, universitário, e o que se vê é uma aceitação crescente”, observa o secretário.

Apresentações

A peça conta com a participação de cerca de 165 pessoas, entre músicos, técnicos e artistas em geral. A com entrada gratuita é assinada por nomes de peso da dramaturgia teatral do país, como o compositor maestro Miguel Briamonte e a coreógrafa Tania Nardini.

O acesso ao Teatro Amazonas pode ser feito por todas as entradas, sendo duas pelo largo São Sebastião, uma pela rua 10 de Julho, uma pela avenida Eduardo Ribeiro e uma pela rua José Clemente.

A estreia do espetáculo começou no último dia 17 de dezembro, no Teatro Amazonas, teve reapresentações na sexta-feira (18), duas apresentações no sábado (19), sendo às 17h e 20h. Ontem foram três apresentações. As últimas sessões acontecem amanhã e quarta-feira (22 e 23), ambas às 20h. Todas as apresentações são dentro do Teatro Amazonas serão gratuitas e dedicadas a todas as idades.

Por Stenio Urbano

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir