Dia a dia

Especializadas e DIPs de Manaus passarão por mudanças

De acordo com o delegado Fábio Silva, assessor direto de Acioly, as mudanças estão ocorrendo de forma criteriosa -  foto: Arthur Castro -  foto: Arthur Castro

De acordo com o delegado Fábio Silva, assessor direto de Acioly, as mudanças estão ocorrendo de forma criteriosa – foto: Arthur Castro – foto: Arthur Castro

Apesar de ainda não terem sido anunciadas oficialmente, o delegado-geral de Polícia Civil, Raimundo Acioly, já iniciou as mudanças necessárias dentro da instituição, após o Supremo Tribunal Federal (STF), ter decidido que 124 delegados deveriam retornar aos antigos cargos de comissários.

De acordo com o delegado Fábio Silva, assessor direto de Acioly, as mudanças estão ocorrendo de forma criteriosa. Uma delas é a promoção dos delegados plantonistas a delegados titulares nos 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) espalhados pelas zonas da cidade.

“É uma vantagem significante, mesmo com a presença de jovens profissionais. A desvantagem é que perdemos a experiência de anos de delegados, mas aqueles que chegam darão conta do recado”, avaliou Fábio.

Quanto à permanência dos atuais delegados titulares à frente das Delegacias Especializadas, Silva explicou que o bom trabalho desses profissionais, como por exemplo, Adriano Félix, titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos e Ivo Martins, da Delegacia Especializada de Homicídios, não terão suas funções alteradas.

O assessor do delegado-geral adiantou que o concurso para delegados está sendo programado junto ao governo do Estado para o ano de 2016, para suprir a ausência nos DIPs, mas até o presente momento ainda não está sendo permito pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

“Ainda não temos o número certo para as vagas, mas estudos estão sendo feitos. Entretanto, com a chegada dos novos delegados a principal Especializada a ser reforçada será a de homicídios”, informou.

Ainda segundo ele, será criada uma Delegacia Interativa para crimes de menor potencial ofensivo, que atuará em conjunto como Juizado de Pequenas Causas, além da criação de uma delegacia voltada para expedição de documentos e Boletins de Ocorrência (BO).

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir