Cultura

Esculturas históricas são restauradas e expostas no Paço da Liberdade

Esculturas Paço da Liberdade

As esculturas restauradas estão em exposição do lado interno do paço, no antigo centro de Manaus. Foto: Divulgação

Duas estátuas que fazem parte da história de Manaus desde a década de 60 voltaram a ser expostas para o público no último fim de semana. As obras de bronze “O Homem Pré-Histórico” e “O Homem Moderno”, de autoria do artista Geraldo Florêncio de Carvalho, foram resgatadas para visitação pública pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), e estão agora disponíveis para a apreciação no jardim do Paço da Liberdade, no Centro Histórico da cidade.

Originalmente instaladas na Praça da Saudade, em 1964, as estátuas foram retiradas do local durante a reforma de 2004 para que a praça fosse restaurada nos moldes de quando foi inaugurada, em 1865. “Devido ao valor artístico das obras, resolvemos recolocá-las à visitação pública novamente no Paço da Liberdade, que fica no Centro Histórico da cidade”, afirmou o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula.

Bernardo reforça que as esculturas são marcantes na história e na memória da população de Manaus. “No primeiro dia de abertura, o que nós vimos foram várias gerações contemplando o conjunto da obra, pais lembrando de sua infância e contando aos seus filhos e até netos, sem dispensar a ‘selfie’, claro. Tudo isso faz parte da nossa proposta de revitalização do Centro Histórico de Manaus, justamente no sentido de recuperar esse espaço, transformando-o em uma área de lazer e cultura”, destacou.

O autônomo Sérgio Souza, 60, disse que a obra é parte da memória estudantil dele, no final da década de 70, quando frequentava as praças do Centro de Manaus. “Esse conjunto de estátuas era um símbolo da Praça da Saudade. Quando eu saia do colégio, gostava de ficar apreciando essa obra antes de ir para casa. É muito bom saber que agora podemos mostrá-las aos nossos filhos e netos em um lugar seguro que é o Paço”, disse.

O conjunto da obra foi aberto no último fim de semana durante a Festa Nacional Francesa, que atraiu aproximadamente três mil pessoas ao redor do Paço da Liberdade. O evento, promovido pela Aliança Francesa, com o apoio da Manauscult, celebrou o feriado de 14 de julho, data em que a França comemora anualmente a Queda da Bastilha, marco do início da Revolução Francesa, em 1789.

Significado

Juntas, as estátuas esculpidas em bronze, por Geraldo Florêncio de Carvalho, formam um conjunto escultórico que remonta ao passado, presente e futuro da humanidade. A escultura “O Homem Pré-Histórico”, de 1,52 metros, representa um homem dos primórdios da pré-história amazonense, segurando uma machadinha e apoiando-se sobre a perna esquerda, numa impressão de movimento. Segundo o artista, a obra simboliza o início de tudo.

Já “O Homem Moderno”, também com 1,52 metros, mostra um homem em trajes de atleta segurando um globo, simbolizando a conquista da terra e apontando para a conquista do espaço. Assim, o artista quis reforçar a ideia de futuro. O globo desapareceu, mas não compromete o entendimento da obra original. Radicado no Amazonas, Geraldo Florêncio de Carvalho é um escultor alagoano autodidata e tem também outras obras espalhadas pela cidade.

Ampliação

Além da presença das esculturas restauradas no Paço da Liberdade, o prédio histórico deve passar em breve por um processo de ampliação, que consiste na construção de um prédio anexo, previsto para ser entregue até agosto de 2016. O projeto terá investimento de R$ 3,6 milhões, com recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FMDU).

A ampliação integrará ao Paço uma recepção, auditório e restaurante, em um prédio construído atrás do edifício original. O complexo deve ter dois pisos e uma área total de 890 m² aproximadamente. O local terá acesso por dentro do Paço e uma entrada independente pela Avenida Sete de Setembro. O projeto é assinado pelos profissionais de arquitetura e patrimônio histórico Ana Lúcia Abrahim, Cyro Correa Lyra e Mércia Parente Rocha.

 

Com informações da Assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir