Dia a dia

Escolas se dizem prontas para o desfile de sábado

Nos barracões da Primos da Ilha e Sem Compromisso, ajustes finais nos carros e alegorias devem ser feitos até esta quinta-feira - foto: Diego Janatã

Nos barracões da Primos da Ilha e Sem Compromisso, ajustes finais nos carros e alegorias devem ser feitos até esta quinta-feira – foto: Diego Janatã

As escolas de samba do grupo especial de Manaus aceleram o passo para finalizar, ainda nesta quinta-feira, os últimos detalhes do espetáculo. Mesmo com os recursos reduzidos, os artistas prometem levar para a avenida no próximo sábado (6) várias caixinhas de surpresas.

A escola de samba Primos da Ilha, do bairro São Francisco, Zona Sul, será a primeira escola a entrar na passarela do samba. Com o tema “Sou Berço da Vida, Fonte de Inspiração, Guerreira, Sou Ilha, Sou Mulher!”, a agremiação, que voltou para o grupo especial em 2015, vai lutar para permanecer entre as grandiosas escolas no próximo ano.

O artista Algles Ferreira, responsável pelo trabalho que será apresentado na avenida, disse que a escola já está preparada para a disputa. Segundo ele, todas as atividades do barracão serão 100% finalizadas até a noite de hoje. Ele ressalta que todo esforço vem sendo concentrado nas alegorias desde o mês de novembro, para que nenhum detalhe passe despercebido.

“Trabalhamos muito nesses últimos três meses para chegarmos tranquilos na véspera do desfile. Estamos na fase de acabamento, adereços. Posso afirmar que até esta quarta-feira (ontem), pelo menos 97% dos trabalhos nas alegorias já estavam concluídos”, disse.

Ferreira destacou que mesmo afastada do grupo especial há anos, a Primos da Ilha desenvolveu um trabalho grandioso que não deixa em nada a desejar às demais agremiações. Com dois carros alegóricos e um tripé, a escola surpreenderá o público com as inovações criadas especialmente para este ano. Uma delas são os movimentos das alegorias, todas compostas por imagens de mulheres que farão alusão às guerreiras do passado e da atualidade.

Ainda segundo o artista, este foi um Carnaval difícil para a Primos da Ilha devido aos recursos que foram cortados tanto pelo Estado como pelo município. Ele ressalta que mesmo assim a direção soube driblar essa situação e optou por trabalhar com materiais alternativos, mais baratos, o que não comprometeu a qualidade do espetáculo.

“Tivemos dificuldade desde a ferragem, que eram todas de carros alegóricos pequenos de grupo de acesso, não tínhamos estrutura alguma de grupo especial. Sentamos e escolhemos as melhores opções. Começamos do zero e hoje somos bastante elogiados pelas pessoas que visitaram o nosso barracão. Não falamos ainda em disputar o título, nosso objetivo é nos manter no Especial”, salientou.

Sem Compromisso confia em vitória

Apostando na força divina, a escola de samba Sem Compromisso, do bairro Nova Cidade, Zona Norte, leva para o sambódromo o enredo “O pão nosso de cada dia, que o diabo amassou e Deus consagrou”. A segunda agremiação a pisar na passarela disse que está focada em conquistar mais um título de campeã do Carnaval de Manaus. Com os trabalhos já concluídos desde ontem, a agremiação mais uma vez mostrou que tem uma comunidade unida, fato que fez toda a diferença neste Carnaval.

O artista da escola, Mauro Santos, destacou que a definição para o trabalho da Sem Compromisso em 2016, com certeza, é a superação. “Entregamos o trabalho de barracão hoje (ontem). Foram meses de serviços intensos, cansativos, mas que no final o resultado deixou toda equipe bastante confiante no título. Nem mesmo a crise que fez desse Carnaval um dos mais difíceis para a agremiação, tirou o foco e a nossa determinação”, disse.

Assim como as demais escolas de samba, a Sem Compromisso também estará com 3 mil brincantes em média na avenida, dois carros alegóricos e um tripé, para encantar os foliões.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir