Dia a dia

Escolas indígenas do Amazonas terão acesso a material pedagógico multilíngue

 A Seduc promoveu  capacitação aos profissionais da educação para a elaboração futura de material didático específico para escolas indígenas  - foto: divulgação

A Seduc promoveu capacitação aos profissionais da educação para a elaboração futura de material didático específico para escolas indígenas – foto: divulgação

Com o objetivo de fortalecer a educação escolar indígena em vigor no Amazonas, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), promoveu nesta semana uma formação capacitando profissionais da educação para a elaboração futura de material didático específico para ser disponibilizado para escolas indígenas no Estado.

Realizada no Centro de Formação Profissional Padre José Anchieta (Cepan/Seduc), bairro Japiim 2, Zona Sul, em Manaus, a formação teve por objetivo habilitar profissionais para elaboração de materiais pedagógicos os quais serão formulados respeitando as especificidades das etnias, de modo a atender aos anseios dos povos da região, resguardando as tradições e o modo de ser indígena.

Sob a orientação da doutora em linguística pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Marília Lopes da Costa Facó Soares, a formação foi iniciada no último dia 22 e nela foram discutidas metodologias para elaboração de materiais didáticos específicos e abrangeu: relatos de experiências pedagógicas no segmento de educação escolar indígena, realização de oficinas pedagógicas e propostas de elaboração de materiais didático-pedagógicos específicos por componente curricular.

“Este trabalho de discussão metodológica envolvendo professores, em antecipação à elaboração de materiais didáticos, é de extrema importância. Com ele tentamos evidenciar aspectos de grande relevância da cultura indígena para nortear, no futuro, a composição de tais materiais”, disse a doutora Marília Soares, cuja tese de doutorado trata sobre a Língua Tikuna.

Para a professora da Seduc, Mestre em Sociedade e Cultura da Amazônia, e indígena da etnia Tukano, Otacília Lemos Barreto, a formação realizada contribuiu para que os professores participantes observassem com maior critério aspectos da cultura indígena.

“Hoje, as escolas estaduais indígenas possuem matriz curricular própria e propostas pedagógicas baseadas no que cada escola, povo e etnia necessitam, preservando suas tradições e cultura. Nesse sentido, o aprendizado metodológico disponibilizado nesta semana de formação será de grande utilidade no processo de elaboração dos materiais didáticos que se pretende encaminhar para as escolas”, citou.

Tendo como um dos focos de atuação no segmento da educação escolar indígena a formação de professores de redes municipais por meio do projeto Pirayawara, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) também oferece atendimento escolar indígena no interior do Amazonas, com escolas em aldeias e registrando aproximadamente 7,5 mil alunos matriculados.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir