País

Escola em que 51 crianças tiveram infecção intestinal vai reabrir em SP

Será reaberta nesta terça-feira (1º) a escola de Santo André (na Grande São Paulo) onde 51 crianças foram infectadas com a bactéria Shighella Sonnei, que causa infecções gastrointestinais agudas.

De acordo com nota da prefeitura da cidade, o Colégio Jatobá foi liberado após vistoria da Vigilância Sanitária que aprovou “todos os itens elencados para adequações, tais como, a desinfecção dos ambientes e do reservatório de água”.

O comunicado informa ainda que a escola foi liberada para fornecer refeições aos alunos, desde que feitas por empresa alimentícia terceirizada. “A escola continua impedida de processar os alimentos no local, uma vez que a cozinha continua interditada pela Vigilância Sanitária”, acrescenta a nota. Já o berçário da escola foi totalmente desinterditado.

Também por nota, o Colégio Jatobá comemorou a decisão e agradeceu o apoio “dos pais, familiares e amigos, sem o qual não teríamos encontrado força suficiente para enfrentar essa fatalidade”. As aulas estavam suspensas desde o dia 21 deste mês, pouco depois dos primeiros casos serem notificados.

Por telefone, o Hospital e Maternidade Brasil, que recebeu os casos mais graves, confirmou que as últimas duas crianças internadas pelo surto receberam alta ainda no sábado (29).

Na terça-feira passada (25), laudo do Instituto Adolfo Lutz descartou a hipótese de que a contaminação das crianças tenha acontecido devido à água consumida na escola.

Também foi descartada a contaminação de três amostras de alimentos da escola, embora outras amostras ainda estejam sendo analisadas.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir