Dia a dia

Erramos: Empresa de ônibus não opera clandestinamente na BR-319

Documento da ANTT mostra que a Ciqueira Tur não é clandestina – Divulgação

No último dia 15 de maio, EM TEMPO publicou a reportagem “Empresa clandestina deixou passageiros presos em atoleiro da BR-319 por quatro dias“. Após a publicação, o jurídico da transportadora citada fez contato pedindo direito de resposta por uma informação dada de maneira equivocada.

Na reportagem, ouvimos um responsável pelo Agência Reguladora de Serviços Concedidos do Estado do Amazonas (Arsam), que defendeu a clandestinidade da Siqueira Tur, como empresa de transporte regular de passageiros entre Manaus e a cidade de Humaitá (780 km).

E foi justamente essa a informação questionada pelo jurídico da empresa citada na reportagem. Segundo a advogada Dayana Vilar, a Siqueira Tur não opera o transporte regular de passageiros. Inclusive, a companhia tem autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para operar apenas o serviço de fretamento.

Segundo a o jurídico da Ciqueira Tur, a empresa não operava o transporte regular quando atolou

Disse a empresa: A Siqueira Tur “é uma empresa regular com seu contrato social (matriz e filial) arquivado no Jucea (Junta Comércial do Amazonas) sob o NIRE 1320055571-6, inscrito no CNPJ sob n° 05.929.516/0001-39, inscrição municipal n° 22847301, a qual possui autorização para trafegar na modalidade de fretamento interestadual e internacional pela ANNT”.

O fretamento é a modalidade onde várias pessoas se reúnem para alugar um ônibus para uma viagem determinada. E era esse tipo de viagem que a Siqueira Tur realizava no dia do atolamento que gerou a reportagem, como defendeu o jurídico da empresa.

Por esse motivo o EM TEMPO pede desculpas pelo equívoco.

1 Comment

1 Comment

  1. Nely

    16 de junho de 2017 at 18:52

    Será q em tempo n tem acessória jurídica para saber a diferença de fretamento e linha regular?
    São clandestino sim!
    Eles vender passagem como fossem linha
    Fretamento é fazer escusao ou alugar o ônibus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir