Política

Eron Bezerra assume secretaria de Ciência e Tecnologia

O Diário Oficial da União (DOU) publicou na última quarta-feira, dia 29, a nomeação do engenheiro agrônomo Eron Bezerra como novo titular da Secretaria de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secis). Ele substitui o engenheiro químico Oswaldo Baptista Duarte Filho, que ocupava o cargo desde abril de 2013.

O comunista, que revelou ter sido convidado também para assumir a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), optou em ficar na Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, e já enviou os documentos necessários para assumir o cargo.

Sobre os planos para a sua futura gestão, o ex-secretário informou que ainda falta reunir com a nova equipe, mas revelou que já tem muitas ideias, e quer atuar com foco no fortalecimento do desenvolvimento científico e tecnológico na Região Nordeste e na Amazônia, visto que as considera regiões carentes desse tipo de incentivo.

Eron Bezerra definiu como fundamentais a empatia, o conhecimento técnico e a experiência técnica necessários para assumir um cargo político. Ele, por achar que se enquadra no perfil, decidiu aceitar o convite para administrar a Secretaria Nacional de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, substituindo o então secretário Oswaldo Duarte (PT).

Doutor em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia e professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Eronildo Braga Bezerra publicou em 2010 o livro “Amazônia, esse mundo à parte”, que reúne artigos sobre aspectos culturais, econômicos e políticos da região. Sua tese de doutorado tratou das possibilidades de transformar o pirarucu (Arapaima gigas) no “bacalhau da Amazônia”, como exemplo de desenvolvimento sustentável.

Bezerra é professor da Ufam e ex-deputado estadual no Amazonas pelo PCdoB, com cinco mandatos consecutivos, de 1991 a 2010. Ele ainda esteve à frente da Secretaria de Estado da Produção Rural por dois períodos, de 2007 a 2010 e de 2011 a 2014.

 

Por Equipe Jornal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

grupo
Subir