Economia

Entrada de dólares supera saída em US$ 9,4 bilhões em 2015

A entrada de dólares no Brasil superou a saída em US$ 9,4 bilhões em 2015, ano em que a moeda norte-americana acumulou alta próxima a 50%. O resultado positivo se deu após dois anos seguidos de saídas líquidas.

A fuga de recursos no ano passado foi evitada, principalmente, por dois fatores. O primeiro foi um saldo positivo de US$ 25,5 bilhões nas operações de comércio exterior, incluindo exportações, importações e financiamentos para esses negócios.

Essa entrada mais que compensou o saldo negativo de US$ 16,1 bilhões em operações financeiras, como investimentos estrangeiros, remessas de lucro e gastos com viagens ao exterior.

Também teve efeito sobre o câmbio a forte atuação do Banco Central, por meio da negociação de contratos de swap cambial. As intervenções, no entanto, geraram uma perda de R$ 89,7 bilhões, valor que é apurado em moeda nacional e que acabou contribuindo para aumentar a dívida pública.

Segundo a instituição, ao oferecer proteção contra a alta do dólar, o swap reduz a demanda pela moeda estrangeira.

Dados já apresentados pelo BC mostram que 80% dos mais de US$ 100 bilhões em contratos de câmbio estão nas mãos de empresas que têm dívidas ou custos atrelados à moeda estrangeira e de investidores estrangeiros que buscam proteção para não ter de deixar o país. Os outros 20% estão com fundos de investimento no Brasil.

O custo com swap em 2015 foi recorde. Em 2014, por exemplo, o gasto foi de US$ 17,3 bilhões. Em anos anteriores, houve até lucro.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir