Política

Enfrentamento à violência escolar é tema de audiência pública na Assembleia Legislativa

 Carlos Alberto é  o presidente da Comissão de Jovens, Crianças e Adolescentes da Aleam - foto: divulgação

Carlos Alberto é o presidente da Comissão de Jovens, Crianças e Adolescentes da Aleam – foto: divulgação

O enfrentamento à violência nas unidades educacionais em Manaus e no interior do Amazonas foi tema de audiência pública da  Comissão de Jovens, Crianças e Adolescente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), presidida pelo deputado Carlos Alberto (PRB) , na manhã desta segunda-feira (14) . Participaram do evento representantes do Conselho Estadual de Educação, da Secretaria de Assistência Social (Seas), além dos deputados que compõe a comissão, Alessandra Campêlo (PCdoB) e Luiz Castro (PPS).

“Temos feito um trabalho de palestras em escolas e tenho recebido denúncias envolvendo violência entre alunos, por isso vejo a necessidade de discutirmos essa temática e encontrarmos alternativas para diminuir essa problemática que aflige a educação que é a violência nas escolas”, opinou Carlos Alberto.

Em sua fala, durante a audiência, o republicano afirmou que, a realidade atua é que a violência está diretamente ligada a algum tipo de comportamento vivenciado na casa dos próprios estudantes. “Não podemos culpar somente o governo por essa problemática, eu tenho certeza que ele tem feito muito em prol da educação e podemos até ver isso em dados cedidos pela Polícia Civil do Estado com um quadro estatístico que nos trás um demonstrativo de queda de quase 50% registros de violência nas escolas comparando 2015 ao índice de 2014”, pontuou o deputado.

Para o secretário-adjunto da Seas, Guilherme Sette é preciso desenvolver mecanismos que tragam a sociedade para dentro das escolas, como a criação de Núcleos de Mediação de Conflitos nas Escolas Públicas. Sette também sugeriu a utilização de um aplicativo (APP) que conecte diretamente os gestores escolares com as autoridades policiais.

No final do evento, e por solicitação do deputado Carlos Alberto a ideia da Audiência Pública será estendida ao interior do Estado. “Que possamos unir forças com as secretarias de Educação para não somente combater a violência, mas sanar esse tipo de problema que compromete muitas famílias. Assim, coloco a comissão que presido à disposição e dizer que precisamos avançar”, concluiu.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir