Sem categoria

Encontro reunirá bancada evangélica da Câmara dos Deputados em Manaus

Eduardo Cunha (PMDB-RJ); Marco Feliciano; o senador Magno Malta (PR-ES); o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), além do pastor Silas Malafaia estarão presente no evento - foto: reprodução

Eduardo Cunha (PMDB-RJ); Marco Feliciano; o senador Magno Malta (PR-ES); o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), além do pastor Silas Malafaia estarão presente no evento – foto: reprodução

Parte da bancada evangélica da Câmara dos Deputados e do Senado estará em Manaus na próxima segunda-feira participando de um congresso organizado pela Ordem dos Ministros Evangélicos do Amazonas (Omeam). O evento faz parte da 1ª Conferência de Liderança Cristã, cujo tema a ser debatido é “O Brasil que queremos” e será realizado no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, na avenida Constantino Nery, às 14h.

Entre as autoridades presentes estarão o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ); o deputado Marco Feliciano (); o senador Magno Malta (PR-ES); o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), além do pastor Silas Malafaia.

De acordo com o deputado estadual Dr. Gomes (), que integra a bancada evangélica da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), o congresso tem como objetivo promover discussões sobre temas como a situação político-econômica brasileira, a atuação dos cristãos como agentes contribuintes ao contexto social e à liberdade de expressão.

“O Congresso trará figuras de representações exponenciais do mundo político nacional. O encontro será tratado temas de valores sociais para o bem da vida”, assinalou o parlamentar. Segundo Dr. Gomes, mais de 3 mil pastores do Estado e de todas as igrejas evangélicas são esperados para esta primeira conferência cristã.

Indagado se na reunião será debatida a questão de igualdade de gênero, que gerou polêmica nos Planos Municipal e Estadual de Educação e foi rejeitado tanto na Aleam quanto na Câmara Municipal de Manaus (CMM), Dr Gomes afirmou que o tema não será discutido entre a bancada evangélica.

“O tema foi bastante discutido essa semana, tanto na CMM como na Aleam e resolvermos, a partir de discursões com grande parcela da sociedade, com a igreja católica, com representantes das minorias, como grupos LGBTs, e a proposta foi rejeitada por ampla maioria, mas com debate muito amplo”, explicou Gomes.

 

Por Stenio Urbano Equipe EM TEMPO Online

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir