Mundo

Enchentes na China deixam mais de 150 mortos e 120 desaparecidos

Chuvas torrenciais que atingiram a China deixaram ao menos 154 mortos e outros 124 desaparecidos, segundo informações de oficiais do país. As chuvas, que começaram na última segunda-feira (18), transbordaram córregos, causaram deslizamentos de terra e destruíram casas pela China.

A maioria das casualidades vêm de Hebei, uma província no norte do país, onde moradores alegam que não foram avisados sobre o perigo de enchente. Apenas ali 114 pessoas morreram e outras 111 ficaram desaparecidas. O governo evacuou mais de 300 mil pessoas da região.

Apenas na sexta (22), as redes sociais da China foram tomadas por moradores de vilas e províncias, que bloqueavam estradas e acusavam as autoridades de não ter evacuado as regiões que seriam atingidas pela água.

As postagens -muitas acompanhadas de imagens de pessoas se afogando- também afirmavam que as autoridades locais tentaram encobrir a tragédia ao afirmar que não havia mortos na área. Os textos e fotos foram removidos das redes sociais neste sábado (23), aparentemente censurados.

Na noite de sexta, as autoridades chinesas começaram a se manifestar sobre as vítimas.

Estima-se que, ao todo, 8,6 bilhões de chineses foram afetados pelas enchentes e pelas chuvas. Mais de 1,5 milhão de hectares de plantações também foram atingidos -o que equivale a um prejuízo de US$ 3 bilhões, segundo o governo da China.

O banco central do país afirmou, na sexta, que vai fornecer ajuda financeira às áreas inundadas.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir