Mundo

Empresário iraniano é condenado à morte por corrupção

A prisão de Zanjani ocorreu depois da ordem dada pelo presidente do Irã, Hassan Rohani, ao seu governo para lutar contra a corrupção - foto: divulgação

A prisão de Zanjani ocorreu depois da ordem dada pelo presidente do Irã, Hassan Rohani, ao seu governo para lutar contra a corrupção – foto: divulgação

O empresário iraniano Babak Zanjani foi condenado à morte por corrupção, informou o porta-voz da autoridade judiciária do Irã, Gholamhossein Mohseni-Ejeie. Detido em dezembro de 2013, o milionário foi acusado de desviar US$ 2,8 bilhões em transações ilegais de petróleo, contornando as sanções internacionais que foram impostas ao Irã.

“O veredito do julgamento de Babak Zanjani e de outros dois acusados foi pronunciado. Eles foram considerados culpados por corrupção e condenados à morte”, afirmou Mohseni-Ejeie. Eles foram ainda condenados a ressarcir a Companhia Nacional Iraniana de Petróleo e pagar uma multa equivalente a um quarto do montante sonegado, adiantou o porta-voz.

Babak Zanjani pode recorrer do veredicto. Com 41 anos, ele é um influente empresário, dono de muitas empresas que estão confiscadas, incluindo uma companhia aérea.

A prisão de Zanjani ocorreu depois da ordem dada pelo presidente do Irã, Hassan Rohani, ao seu governo para lutar contra a corrupção “em particular daqueles que tiram proveito das sanções econômicas”.

No julgamento, que durou vários meses e foi realizado em público, o empresário explicou que, sob o governo do ex-presidente Mahmoud Ahmadinejad, o Ministério do Petróleo pediu a sua ajuda para repatriar o dinheiro do petróleo vendido no exterior.

Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir