Dia a dia

Vídeo: ex-funcionário de presídio e fugitivo do Compaj assaltam empresa de ônibus

Sete homens armados invadiram a garagem da empresa e renderam os funcionários – foto: Daniel Landazuri

Por volta das 2h30 da madrugada desta segunda-feira (9), a garagem da empresa de transporte Vega, que fica no Tarumã, Zona Oeste, sofreu um assalto.

Segundo o diretor da empresa, Marco Aurélio, sete homens armados invadiram o local e renderam os funcionários que se preparavam os carros para a primeira viagem do dia.

“Eles pularam o muro que fica atrás da empresa, renderam o manobrista e foram até a tesouraria pedindo pelo dinheiro. Só tinha um segurança no momento da ação, ele não reagiu pra não colocar a vida dos outros funcionários em risco”, contou o diretor. Veja o vídeo da ação:

Houve tiros e três pessoas foram atingidas por coronhadas. Os funcionários feridos foram encaminhados ao Hospital Pronto Socorro João Lúcio. Policias Militares da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e conseguiram prender um dos sete suspeitos.

De acordo com o delegado titular do 20º Distrito Integrado de Polícia, Rodrigo Sá, o detido foi Iolando de Oliveira Pereira, de 36 anos. Ele é ex-empregado da empresa que gerencia os presídios de Manaus, a Umanizzare.

Em depoimento o ex-agente penitenciário revelou que um dos comparsas no assalto é fugitivo do sistema prisional – foto: divulgação

Iolando foi demitido em outubro do ano passado, depois de discutir com o supervisor da empresa. O agente penitenciário dirigia o carro onde os assaltantes estavam.

“A polícia chegou muito rápido, os assaltantes tentaram fugir, mas o carro deles ficou atolado, foi aí que conseguiram pegar um deles”, informou ainda Marco Aurélio.

O carro usado pelos suspeitos ficou atolado e eles tiveram que fugir a pé – foto: Daniel Landazuri

Em depoimento, o agente penitenciário revelou que um dos comparsas no assalto à Vega é um fugitivo do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). A polícia vai usar o relato do suspeito para identificar e encontrar os demais.

Os assaltantes não levaram nenhum dinheiro, mas roubaram quatro celulares da empresa. As informações foram confirmadas pelo Sindicato das Empresas de Transporte do Amazonas (Sinetram).

Daniel Landazuri, com informações de Ana Sena
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir