Dia a dia

Em vídeo, delegado mostra mandante da morte do cantor Melvino Júnior após prisão

 

Evenilson de Oliveira Ferreira, conhecido como “Mistério”, foi preso, na noite desta quarta-feira (14), pela Polícia Civil, suspeito de ser um dos mentores do homicídio do cantor Melvino Júnior, em Codajás (distante a 240 KM de Manaus), no interior do Amazonas, no mês de abril.

O delegado Juan Valério, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou ao EM TEMPO que o homem foi preso agora a noite, porém, a equipe policial ainda está em diligência e, por isso, não poderia passar mais informações no momento.

Na última segunda-feira(12), policiais militares do Comando de Policiamento Ambiental (CPAMB), 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Iranduba e servidores da Polícia Civil,  prenderam Henrique da Silva, conhecido como “Kinho”. Ele confirmou a participação no crime e disse que matou o cantor por engano.

& #8220;Kinho” e o comparsa, conhecido como “Índio”, foram contratados pelo “Mistério”e Marcos Ribeiro Ramos, “Marquinhos” para matar um traficante conhecido como “Vitão”, mas quem intermediou a contratação foi o Josiel Oliveira Lavareda, o “Dentinho”. Índio e Henrique são pistoleiros da Família do Norte (FDN) e moravam na invasão onde ocorreu o a morte do soldado da Polícia Militar, Paulo Sérgio Portilho.

Entenda o caso

O cantor Melvino de Jesus Júnior, da banda Júnior e Banda, foi morto na noite do dia 29 de abril deste ano, no município de Codajás. Segundo testemunhas, um homem, na época não identificado, atirou contra o cantor em frente a um hotel, onde outras três pessoas também foram atingidas.

Bruna Chagas

EM TEMPO

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir