Sem categoria

Em protesto, Movimento Luta Popular cobra de Arthur Neto promessa de moradia a ‘sem tetos’

nova_Manifestação-Por-Moradia---Marcio-Melo-(1)

O grupo promete acampar na praça se não houver uma resposta da prefeitura – foto: Márcio Melo

Um grupo de aproximadamente 200 pessoas realiza, na manhã desta segunda-feira (23), protesto pedindo o cumprimento de um acordo que o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, teria fechado com o Movimento Luta Popular (MLP), em maio de 2014, em que prometia moradia a ‘sem tetos’. O ato acontece na praça Dom Pedro II, em frente ao Paço da Liberdade, na rua Gabriel Salgado, Centro de Manaus.

O presidente do movimento MLP, Júlio César Ferraz, afirma que, mesmo com momento de crise financeira, e com os cofres municipais com dificuldades de ter um saldo positivo, o movimento continuará reivindicando as casas que foram prometidas.

Conforme Ferraz, enquanto não houver um posicionamento do prefeito de Manaus, a praça Dom Pedro II servirá como local de acampamento dos desabrigados.

“Nós temos um acordo com ele para a construção de moradia popular. No ano passado, o nosso pedido foi protocolado e o prefeito se comprometeu a atendê-lo. O prazo que ele tinha era de um ano, mas esse período já se esgotou”, disse Ferraz ao salientar que a prefeitura já teria algumas moradias construídas próximo ao Shopping Manaus Via Norte.

De acordo com o líder do movimento, uma parte dos desabrigados é cadastrada na Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) e a outra parte estava sendo auxiliada pela prefeitura, no entanto, ele afirma que as soluções estão paradas por parte do município.

“Estamos cobrando um direito que foi acertado. Queremos conversar e o diálogo não tira pedaço. Já fomos encaminhados a várias pessoas, inclusive à primeira dama, mas eles não nos recebem para dialogar”, ponderou.

Por Asafe Augusto

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir