Sem categoria

Em protesto, mototaxistas legalizados voltam a cobrar fiscalização da prefeitura

O manifestantes interditaram a avenida Brasil em frente à prefeitura - fotos: colaborador ET Online

O manifestantes interditaram a avenida Brasil em frente à prefeitura – fotos: colaborador ET Online

 

Alegando falhas no sistema de fiscalização da prefeitura, um grupo de pelo menos 400 mototaxistas legalizados realizou na manhã desta terça-feira (1º) mais um protesto cobrando rigor no combate à atuação dos ilegais.

Eles se concentraram, inicialmente, na avenida Belmiro Vianez, mais conhecida como Alameda do Samba, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, e de lá saíram em passeata pelas avenidas Constantino Nery e Caco Caminha em direção à Prefeitura de Manaus, na avenida Brasil, Compensa, Zona Oeste.

Liderados pelo presidente do Sindicato dos Mototaxistas de Manaus, Anderson Souza, o grupo interditou a via em frente à sede do poder executivo municipal, no intuito de chamar a atenção das autoridades para os prejuízos que a categoria vem tendo, devido à falta de fiscalização junto a quem exerce a profissão de forma ilegal.

Anderson Souza ressaltou durante o ato que, recentemente, o diretor-presidente da Superintendência Municipal de Transporte Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, teria afirmado que a responsabilidade de fiscalização é dos lideres da categoria.

“A fiscalização é a única forma dos permissionários terem o retorno de todo o investimentos que fizemos para obtermos a concessão. Ao contrario do que foi falado pelo senhor Pedro Carvalho, esse processo não é de competência dos trabalhadores e sim do município. Estamos sendo prejudicados com a disputa desleal dos piratas”, frisou Anderson.

Anderson destacou que a retomada do segundo processo licitatório, ocorrido no último dia 22, ajudará a superintendência a intensificar o combate aos profissionais ilegais. Na ocasião, o sindicalista salientou que os mototaxistas que estão participando da licitação solicitam que a SMTU emitindo uma declaração autorizando que os mesmo possam exercer a função até a conclusão do processo de forma legal.

 

Eles se concentraram, inicialmente, na Alameda do Samba - foto: colaborador ET Online

Eles se concentraram, inicialmente, na Alameda do Samba

 

Processo licitatório
A SMTU informou que na última segunda-feira (31), encerrou o prazo de recurso. A primeira lista dos classificados na licitação já foi divulgada.

De acordo com o órgão, a partir de agora, serão avaliados os recursos e em seguida será divulgado a data do sorteio, uma vez que o número de classificados foi maior que o número de vagas disponíveis nesse último processo licitatório.

Por essa questão, todos os concorrentes que tiveram 60 pontos deverão participar do sorteio. Os que tiveram 65 pontos, automaticamente já estão classificados para a concessão. Nesta etapa final, 1.635 concessões estão sendo disputada por mais de 2.5 mil profissionais. A previsão do órgão é que até o final do mês a licitação esteja finalizada.

Por equipe EM TEMPO Online

Colaborou Gerson Freitas

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir