País

Em oito dias, chuvas superam o esperado para todo o mês de julho em SP

A cidade de São Paulo superou em apenas oito dias o total de chuva esperado para o mês de julho. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), da prefeitura, foram contabilizados, até a manhã desta quarta (8), 50,5 mm (milímetros) de chuva, ante a média história do mês de 47,2 mm – série histórica iniciada em 1995.

Julho costuma ser um dos meses mais secos do ano, mas está mais chuvoso por conta do El Niño, que age aquecendo as águas do Pacífico Equatorial, segundo o órgão. Os bloqueios atmosféricos, que costumam impedir passagem das frentes frias e áreas de instabilidade nessa época do ano, não estão agindo.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que também registra o acumulado de chuva na capital paulista, contabiliza um total de 43,5 mm de chuva neste mês, o que corresponde a 97% de sua média histórica, que é de 44,8%. A série histórica do instituto é mais longa que a usada pelo CGE, com início em 1961.

O sol deve aparecer nos próximos dias, mas ainda haverá condições para chuva principalmente durante as tardes. As temperaturas poderão ter uma pequena elevação, ficando entre os 14°C e os 22°C nesta quinta, quando é comemorado o feriado da Revolução Constitucionalista em São Paulo.

REPRESAS

Os sistemas Guarapiranga e Alto Cotia também já registraram mais chuva neste mês do que o esperado para julho, segundo dados da Sabesp. Na primeira, foram registrados 60,2 mm de chuva, ante a média histórica de 42,1 mm, enquanto no Alto Cotia foram 56,4 mm, ante os 53,4 mm esperados.

Os reservatórios com situação mais crítica, no entanto, são o Cantareira e o Alto Tietê. O Cantareira, que opera com 15,2% de sua capacidade, registrou 18,3 mm de chuva desde o início do mês, sendo que a média histórica é de 50mm. Já o Alto Tietê teve 26,2 mm de chuva, ante os 49,2 mm esperados -o sistema opera com 20,6% da capacidade.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir