Dia a dia

Em obra na Zona Centro-Sul, eletricista cai de andaime após receber descarga elétrica e morre

O corpo do trabalhador foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) - foto divulgação

O corpo do trabalhador foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) – foto divulgação

Um trabalhador da construção civil morreu após ser eletrocutado e cair de um andaime em uma obra situada na avenida Mário Ypiranga, Zona Centro-Sul de Manaus, ao lado de um shopping, na tarde desta sexta-feira (30). A vítima caiu cerca de quatro metros de altura após receber a descarga elétrica e não resistiu aos ferimentos. Representantes da categoria investigam se ele utilizava os equipamentos obrigatórios em serviço.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Amazonas (Sintracomec/AM), a vítima – identificada apenas como Eliel – trabalha para a empresa terceirizada IPC construções e instalações e fazia uma ligação de energia elétrica no momento do acidente.

Os colegas de profissão ainda chegaram a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas o óbito foi confirmado pelos socorristas ainda no local por volta das 15h. Os responsáveis pela obra – que pertence a construtora Cristal Engenharia Ltda – proibiram a entrada dos representantes sindicais.

“Segundo informações dos trabalhadores, o eletricista estava no andaime e recebeu a descarga elétrica. Ele caiu cerca de quatro metros e não resistiu ao impacto. Acreditamos que ele não utilizava os equipamentos de segurança obrigatórios, pois, sendo assim, não teria havido a queda. Há algo de errado já que os encarregados da obra não permitiram a nossa entrada para avaliar se houve alguma irregularidade”, declarou Flávio Braga – que é o assessor de comunicação do sindicato.

A entidade vai realizar uma reunião com a construtora e a empresa terceirizada para verificar as causas do acidente. Eles vão avaliar o caso e podem fazer uma mobilização, na próxima segunda-feira (3), no mesmo local onde ocorreu o acidente de trabalho, em memória do trabalhador e para pedir mais investimentos em segurança por parte das empresas no setor.

A perícia do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil esteve no local e vai fazer um laudo sobre as causas do acidente. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Por equipe do EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir