Esportes

Em Manaus, Seleção da Colômbia adota mistério para surpreender rivais

 

 

 

 Em sua terceira atividade em Manaus, a seleção sul-americana trabalhou pela segunda vez com os portões fechados - foto: Ricardo Oliveira


Em sua terceira atividade em Manaus, a seleção sul-americana trabalhou pela segunda vez com os portões fechados – foto: Ricardo Oliveira

Pelo segundo treino consecutivo, os colombianos adotaram tom de mistério. Na tarde desta terça-feira (2) no estádio Ismael Benigno, a Colina, “Los Cafetones” fizeram sua terceira atividade em Manaus. Por volta das 17h, a delegação chegou ao CT e, cerca de 30 minutos depois, após três jogadores – o goleiro Luis Hurtado, o lateral-esquerdo Deiver Machado e o volante Kevin Balanta – concederem entrevistas, a movimentação foi fechada para a imprensa.

O técnico Carlos Alberto Restrepo parece não querer mesmo dar pistas sobre o time que mandará a campo amanhã para encarar a Suécia, na estreia da Colômbia nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O mistério tem acirrado, inclusive, a competição entre os jogadores da seleção. Testado como titular no primeiro treino da equipe em Manaus no último domingo (31), o lateral-esquerdo Deiver Machado acredita que quem foi escolhido para atuar representará muito bem a seleção nacional.

“Aredito que estamos muito bem de ânimo, todos comprometidos. Somos uma grande família, nos apoiamos em cada um e, bom, a competição com meu companheiro é saudável, acredito que o professor sempre trata de nos dizer que quem atuar terá de fazer da melhor maneira, pelo bem da seleção”, disse o jogador do Millionarios, que disputa a titularidade da lateral esquerda com Cristian Borja, do Santa Fe.

Apesar do mistério adotado por Restrepo, a tendência é que a equipe inicie o torneio de futebol olímpico no 4-3-3. Quando questionado sobre a importância dos laterais neste esquema tático, Machado destacou que os jogadores que jogam na última linha de quatro pelos lados precisam ser inteligentes e saber o momento certo de atacar e defender para manter a equipe equilibrada.

“Acho que o professor sempre ressalta com a gente o 4-3-3 com boa marcação. Obviamente, jogaremos conforme a partida se apresentar. Acho que vai ser muito importante o papel dos laterais, porque pode ser o desafogo da equipe em alguns momentos, que também pode ser uma boa arma usada ofensivamente”, declarou o lateral-esquerdo.

Referência

Se for escolhido para começar as Olimpíadas como titular, Machado será um dos responsáveis por municiar o atacantes Miguel Borja, que marcou quatro gols contra o São Paulo nas semifinais da Taça Libertadores da América, ou Harold Preciado, jogador que defende o Deportivo Cali. “Obviamente são atacantes diferentes. A respeito de como alimentar eles, é só continuar fazendo o que treinamos, sempre chegar a linha de fundo e cruzar a bola para a área, para que eles, obviamente, possam marcar”, explicou.

Amanhã, às 18h (de Manaus), a seleção colombiana estreia no torneio de futebol olímpico na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, diante da Suécia, em partida disputada pelo grupo B.

Imprensa japonesa invade Colina

Logo após o treino da Colômbia, foi a vez dos japoneses pisarem no gramado da Colina. Mas o que chamou a atenção não foram gols, metodologia de treinamento diferenciada ou até mesmo algum craque de olho puxado. Diferentemente do treino das outras seleções que jogarão em Manaus pelo torneio de futebol olímpico, os nipônicos mobilizaram um grande número de jornalistas de seus país. Ontem, mais de 50 comparecerem à atividade dos “Samurais” no CT.

Diferentemente dos colombianos, a seleção japonesa realizou sua atividade com os portões abertos à imprensa. Eles estreiam no torneio de futebol olímpico também amanhã, quando entram em campo para enfrentar a seleção nigeriana na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, às 21h (de Manaus). Em Manaus desde a madrugada do último domingo (31), os japoneses encaram a equipe que desembarcou mais tarde na capital amazonense. Os africanos chegaram na madrugada de hoje.

Arena já com cara de Olimpíadas

De cara nova, a Arena da Amazônia Vivaldo Lima já está pronta para receber as seleções que disputarão o Torneio de Futebol Olímpico em Manaus, os turistas e os torcedores locais. Assim como na Copa do Mundo 2014, o estádio foi repaginado e recebeu novos atrativos, tanto na parte externa quanto na interna. Quem passa pela avenida Constantino Nery logo pode perceber a mudança no visual do local.

O funcionário público Isaac Silva, que sempre passa em frente à arena, vê a remodelação do espaço com bons olhos. Segundo ele, o visual novo do local faz o torcedor amazonense embarcar nos Jogos Olímpicos. “Está bem caracterizado, está bonito, bem legal, isso acaba aguçando o espírito olímpico de quem passa por aqui”, afirmou.

A Arena da Amazônia Vivaldo Lima vai receber três rodadas duplas do futebol olímpico durante a Rio-2016. Amanhã, duelam Colômbia x Suécia e Japão x Nigéria. No dia 7, os japoneses enfrentam os colombianos, enquanto os suecos encaram os nigerianos. Ambos os jogos são válidos pelo grupo B do torneio. Dia 9, é a vez de Brasil x África do Sul e Colômbia x Estados Unidos, pelo grupo G do feminino.

Por André Tobias

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir