Sem categoria

Em Manaus, pré-candidato a vereador é preso após tentar comercializar fuzis

A prisão ocorreu por volta das 19h da última sexta-feira (17), na rua 132 núcleo 10 do bairro Cidade Nova, Zona Norte - foto: Diego Janatã

A prisão ocorreu por volta das 19h da última sexta-feira (17), na rua 132 núcleo 10 do bairro Cidade Nova, Zona Norte – foto: Diego Janatã

O pré-candidato a vereador Adonis Ferreira Magalhães, 37, foi apresentado pela equipe Delegacia Especializada em Roubos Furtos e Defraudações (Derfd), na manhã deste sábado (18), após ser preso por tentar comercializar dois fuzis modelo Colt 556 SMG de origem colombiana.

A prisão ocorreu por volta das 19h da última sexta-feira (17), na rua 132 núcleo 10 do bairro Cidade Nova, Zona Norte. Adonis ia se candidatar no município de Santo Antônio do Iça na região do Alto Solimões.

Após investigação realizada pelo Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen), ligado à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o major Klinger Paiva informou para equipe da Derfd sobre as armas que teriam vindo de Santo Antônio do Iça para Manaus, onde seriam comercializadas. Adonis é enfermeiro e empresário e foi preso nas proximidades de uma escola estadual, enquanto estava em um carro modelo Strada, de cor preta e placa OAB-5241. Com o suspeito,  foram encontrados os armamentos já com a numeração raspada.

Segundo informações do delegado titular da Derfd, Adriano Felix, o suspeito adquiriu os fuzis com um Peruano, que ainda não foi identificado. “Com relação às informações Adonis ficou receoso em comentar, tendo em vista, talvez o medo de ser morto e outros riscos. Mas ele mencionou que adquiriu os fuzis de um colombiano pelo valor de R$8 mil, cada um, e viria para Manaus para vender para qualquer pessoa que se interessasse. Segundo ele,  o intuito era ganhar dinheiro, vendendo por vinte e cinco mil reais cada unidade mas não confessou que estaria envolvido com o crime organizado”, detalhou o delegado.

Segundo o major Klinger Paiva, as investigações davam conta de que o armamento pesado possivelmente seria utilizado no resgate de presos do sistema penitenciário local, ou até mesmo na ameaça de autoridades do sistema de segurança. “A nossa investigação deu início por conta disso. O interesse dos presos que querem se libertar e estão em uma situação de desconforto, como estão vivendo hoje, tentando fugir pelo receio de serem transferidos para presídios federais, então estão planejando uma forma de sair do presídio através de fuga”, declarou.

Adonis foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e após todos os procedimentos cabíveis será encaminhado a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir